Menu
Justamente
Entrar Criar site

Site para advogados: 6 informações essenciais para incluir na página

Equipe Justamente 30/03/22

A presença online de um negócio abre muitas portas para novos clientes. Ter um site é fundamental para ser encontrado na internet, e um site para advogados não seria diferente.

O site jurídico deve ser mais do que apenas um cartão de visitas online, onde há apenas uma página principal com as áreas de atuação, contatos e especialidades. Pelo contrário, ele pode – e deve – ter várias outras informações essenciais para esclarecer todas as dúvidas do visitante.

Está em busca de um site para advogados mas não sabe por onde começar? Veja algumas formas de como montar um site jurídico e o que colocar na página online para, além de apresentar seu escritório aos usuários, chamar a atenção deles e se aproximar da contratação.

Como montar um site para advogados?

O desenvolvimento de um site pode ser bem complicado, ou bem simples. Há maneiras diferentes de criar uma página online. No entanto, elas podem exigir algo: muito dinheiro ou muito trabalho, por exemplo.

Nesta matéria, iremos dar destaque a 3 formas de ter um site para o seu escritório, apresentando as vantagens e desvantagens de cada uma.

1. Contratar um profissional para a criação

Esta, talvez, seja a forma mais fácil de criar o seu site e ter um resultado profissional. Contratar especialistas nas áreas necessárias, como desenvolvimento, design e programação, pode te garantir um site totalmente personalizado e sem que você tenha muito trabalho com isso.

No caso, sua parte será passar aos profissionais as informações do seu escritório, o que você espera que esteja presente no seu site, e a sua expectativa para o projeto. É importante dizer tudo o que você tem em mente, para que os responsáveis pela criação possam entender e fazer tudo como você quer.

Se as vantagens são menos trabalho e um bom resultado, a desvantagem é o preço final de tudo o que foi produzido. Normalmente, a criação de um site não é muito barata, e o valor pode não estar no seu orçamento.

Não é difícil encontrar orçamentos que ultrapassam os R$2 mil, chegando até quantias mais altas, como R$10 mil.

Além disso, o tempo que o site levará para ficar pronto também pode não ser tão pequeno. Algumas semanas ou até meses podem ser o prazo dos especialistas contratados por você.

Neste caso, é importante saber se você está disposto e pode investir a quantia envolvida, assim como se pode aguardar pelo tempo necessário para o desenvolvimento do site profissional.

2. Alugar um site

O aluguel de sites é uma segunda opção para ter um site jurídico. Na prática, você aluga uma página online por um tempo determinado, escolhe um dos templates disponíveis e envia as informações que devem constar no seu site.

Além disso, você ainda pode fazer alterações no site depois de pronto. Caso alguma modificação seja necessária, como um número de contato, por exemplo, você não terá problemas para incluí-la na sua página.

Esta é uma alternativa que pode ser bem mais barata do que a anterior, além de ter um prazo menor para que o site fique pronto. No entanto, a desvantagem está no fato de que a página não é sua.

Por mais que você pague uma mensalidade menor, o site será seu por um tempo específico. Para continuar com ele, é preciso renovar o contrato. Neste caso, se você não conseguir fazer a renovação, você corre o risco de perder seu domínio, o que não trará benefícios para a sua presença online.

3. Usar plataformas gratuitas

A terceira opção disponível para montar um site de advogados é usar plataformas gratuitas e específicas para isso. Existem diversas empresas que permitem que você faça o seu site rapidamente, em poucos passos, e sem gastar uma fortuna.

Para fazer o site do seu escritório, você mesmo decide o que irá ao ar, quais serão as cores e figuras que farão parte da página, e poderá, sempre que quiser, fazer as alterações desejadas ou necessárias.

Entre as várias empresas que oferecem este tipo de serviço, a Justamente é uma plataforma gratuita de criação de sites específica para os profissionais jurídicos, possibilitando que o advogado crie seu site respondendo algumas questões sobre seu escritório, escolhendo os templates disponíveis e, depois, personalizando-o como quiser.

Vale saber que, apesar de serem gratuitas, essas plataformas ainda podem oferecer planos pagos, com recursos mais avançados e que podem te dar mais liberdade para personalizar seu site e deixá-lo exatamente do jeito que você pretende.

As mensalidades variam conforme as empresas e também de acordo com o plano escolhido. Neste caso, é importante analisar o que vale a pena para você.

O que colocar no site jurídico: 6 informações que não podem faltar

Depois de escolher a forma de fazer seu site jurídico, considere todos os dados que devem constar na sua página online. Para te ajudar nessa etapa, separamos 6 informações essenciais que não podem faltar no seu site. Confira!

1. Nome do seu escritório

O nome do seu escritório é a principal informação que deve estar no seu site jurídico. Ele deve ser o título da página, sem deixar dúvidas para os seus visitantes.

Sendo o título, esta informação merece destaque. Portanto, deixe-a bem visível, com um bom tamanho e uma fonte que, ao mesmo tempo em que esteja em harmonia com o restante da sua página, chame a atenção de quem acessa o site.

Na mesma linha, você também pode colocar o seu nome, caso você seja um advogado autônomo, ou os nomes dos advogados que fazem parte da sociedade, se houver. Se quiser, insira um breve histórico de cada profissional, citando suas especializações, tempo de carreira, entre outras informações que você considerar relevante.

2. Áreas de atuação

As áreas de atuação também devem estar presentes no site do seu escritório. Afinal, é por meio dessa informação que seu cliente em potencial saberá qual é a sua linha de trabalho.

Nesta etapa, coloque todas as áreas em que você atua. Direito civil, direito de família, direito do consumidor, entre tantas outras divisões jurídicas, insira todas aquelas que estão presentes na sua rotina.

Colocar todas elas vale a pena pois, assim, você tem chances de atrair e conquistar mais pessoas para a sua cartela de clientes.

É possível colocar, também, um pequeno descritivo de cada uma das áreas, para que os usuários do site saibam mais sobre elas.

3. Serviços prestados

Assim como as áreas de atuação, insira também os serviços prestados pelo seu escritório. Cite os serviços mais procurados pelos seus clientes, podendo ou não apresentar uma breve explicação de cada um.

4. Formas de contato

Os meios de contato não podem ficar de fora do seu site de nenhuma maneira. Coloque os números de telefone pelos quais seus visitantes podem entrar em contato com você, assim como e-mail, redes sociais, entre outros.

Você pode, ainda, incluir em sua página um formulário de contato. Os sites criados com a Justamente, por exemplo, já vêm com um formulário de contato para que o visitante da sua página coloque os seus dados e escreva uma mensagem diretamente para você.

Assim, ao receber o contato, você mesmo poderá conversar com o cliente em potencial e ajudá-lo em sua questão.

Além disso, ainda é possível incluir um chatbot no seu site, ou um botão que direciona o visitante diretamente para uma conversa no WhatsApp com você.

As duas opções são válidas e permitidas pelo Provimento 205/2021 da OAB, e te ajudam a melhorar sua comunicação com seus clientes em potencial.

5. Endereço

Caso você possua um escritório digital e não tenha endereço físico, este não é um dado essencial para colocar no seu site.

Já se o seu escritório possui uma sede ou até mesmo outras unidades, não deixe de colocar os respectivos endereços. Isso é fundamental para que as pessoas saibam onde você se situa, tendo noção da distância caso precisem ter um encontro presencial com você e sua equipe.

6. Institucional do escritório

É interessante, ainda, que no site para advogados haja um pequeno institucional do escritório. Escreva um pouco sobre a história do escritório, assim como missão, visão e valores.

Assim, seu público pode se identificar com seu negócio com mais facilidade, entendendo o seu objetivo e competência na atuação jurídica.

O que mais deve conter em um site de advogados?

Além das informações mencionadas, um site para advogados ainda deve conter outras coisas para ter um bom desempenho e cumprir com seu objetivo: ter uma boa presença online e atrair potenciais clientes.

1. Responsividade

Um site responsivo se adéqua às telas dos diferentes dispositivos. Seja no celular ou no computador, por exemplo, o design do site e as informações presentes não ficarão distorcidas, já que se adaptarão de acordo com a tela presente.

Esse fator é fundamental em qualquer página online, uma vez que permite que ela seja bem observada a partir de qualquer dispositivo.

Conseguindo ter acesso a um site sem distorções e com um design e conteúdo que são claros e organizados nas diferentes telas, seu visitante terá uma boa experiência independe do dispositivo utilizado.

2. Velocidade

A velocidade do seu site também é um fator que pode influenciar a experiência do seu visitante. Sites que demoram muito para carregar costumam afastar seus usuários, que desistem de esperar e preferem voltar à página de resultados do Google para encontrar um resultado mais rápido.

Para deixar seu site veloz e aumentar a taxa de permanência dos seus usuários, uma boa dica é prestar atenção ao tamanho e ao formato das imagens utilizadas na página.

Quanto ao tamanho, você pode comprimir as imagens que você quer usar por meio de sites ou aplicativos que reduzem os kilobytes e mantêm a qualidade.

Já quanto ao formato, procure deixar a ilustração já no formato em que ela será usada no site. É possível fazer o redimensionamento no próprio Paint ou na ferramenta gratuita da Adobe.

3. Bom design

Os elementos visuais são essenciais na criação do seu site. O design e a sua organização na página são fatores que chamam muito a atenção do visitante. Procure ter um design que tenha a ver com o seu escritório, mantendo, sempre, a discrição e sobriedade da advocacia, como orienta o Provimento 205/2021.

Nas três formas de criar um site que citamos nesta matéria, você pode ter um bom design. No entanto, cuidado sempre é pouco. Deixe sua página o mais apresentável possível, buscando proporcionar uma boa experiência para seus visitantes, principalmente para seu público-alvo.

4. Blog

Uma parte de blog em um site de advogados permite que a página online do profissional seja encontrada não apenas por aqueles que procuram o nome do escritório, uma área de atuação ou um serviço prestado, mas também por outras pesquisas mais generalizadas.

É no seu blog que você pode oferecer conteúdos ricos relacionados aos seus serviços e às demandas dos seus clientes. Os artigos informativos desenvolvidos podem te ajudar na construção da sua autoridade, uma vez que demonstrarão que você sabe sobre o que escreve.

Quanto maior a sua autoridade, maior a sua relevância no online, e mais pessoas poderão te encontrar e te contratar, considerando o seu escritório uma referência na área.

O blog, definitivamente, não pode faltar no seu site jurídico. Saiba mais sobre por que você deve ter um blog no site do seu escritório e a importância do marketing de conteúdo na advocacia.

5. Técnicas de SEO

Por fim, as técnicas de SEO (Otimização para Mecanismos de Busca, em português) também devem fazer parte de um site jurídico.

O conjunto de práticas faz com que o seu site fique otimizado e tenha um melhor desempenho, podendo ser identificado pelo Google mais rapidamente, assim como encontrado pelos usuários de forma mais fácil.

A partir da indexação (identificação) no Google e do ganho de posições (ranqueamento), o seu site pode chegar aos primeiros resultados no buscador, receber mais cliques e visitas, e atrair mais clientes em potencial.

Alguns exemplos de técnicas de SEO são a responsividade, uso de palavras-chave, estruturação de conteúdos em headings, utilização de meta tags, inclusão de links internos e externos nos conteúdos, entre outros.

Entenda mais sobre como você pode otimizar o seu site e deixá-lo na primeira página do Google nesta matéria.

Faça o site do seu escritório com a Justamente!

A Justamente é uma plataforma gratuita de criação de sites, pensada por advogados e para advogados. Com ela, você pode fazer o site profissional do seu escritório em menos de 5 minutos e, o melhor, sem pagar nada por isso.

Principalmente para advogados autônomos, em início de carreira e que ainda não têm uma boa cartela de clientes, a ferramenta é uma opção que permite que o próprio profissional monte seu site facilmente e, ao mesmo tempo, economize.

Além disso, os templates oferecidos pela Justamente seguem os padrões estabelecidos pelo Código de Ética da OAB, garantindo ao advogado um site de acordo com as normas determinadas pela entidade.

Porém, isso não isenta o profissional de se atentar às cores utilizadas – apesar de poder usar um template pronto, ainda é possível personalizá-lo, mudando sua fonte e cor. Clique aqui para saber mais sobre as normas da OAB sobre a publicidade jurídica e, consequentemente, sobre os sites para advogados.

Os sites oferecidos pela plataforma são feitos por programadores, web designers e desenvolvedores, o que garante total profissionalismo à página criada.

Para fazer o seu, faça um cadastro com um e-mail e senha e responda algumas perguntas sobre o seu escritório, como áreas de atuação e serviços prestados. Para finalizar, escolha o tema com cor e fonte, que podem ser alterados a qualquer momento. Veja um passo a passo detalhado deste processo nesta matéria!

Feito isso, seu site estará pronto e você já poderá divulgá-lo para seus clientes, amigos e familiares, além de colocá-lo na sua assinatura de e-mail, cartão de visitas e outros materiais.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!