Menu
Justamente
Entrar Criar site

SEO White Hat: como aplicar no marketing jurídico?

Equipe Justamente 31/05/22

No marketing jurídico, especialmente no marketing de conteúdo, algumas práticas são recomendadas para gerarem bons resultados, como é o caso das técnicas de SEO White Hat.

As técnicas White Hat consistem nas “boas práticas” de SEO, as que são bem-vistas pelo Google e que ajudam o advogado a aumentar a visibilidade do seu site, assim como a sua autoridade na web.

Mas, afinal, como essas práticas podem ser aplicadas no marketing jurídico para que o resultado esperado seja alcançado? Confira!

O que é SEO White Hat?

SEO (Otimização para Mecanismos de Busca, em português) é o conjunto de práticas que, como o nome diz, otimizam um site e seu conteúdo para ser identificado pelos buscadores. Dentro do SEO, as técnicas de White Hat são aquelas consideradas boas e corretas.

O termo “white hat” remete a “chapéu branco”, usado pelos protagonistas de filmes de faroeste, antigamente. Dessa forma, a alusão se dá na comparação do mocinho com as práticas “limpas” em busca de bons resultados, sem trapaças.

Aplicando as técnicas White Hat no marketing de conteúdos jurídicos, o advogado não apenas faz o que é necessário para otimizar seus materiais para os mecanismos de busca, como também se mantém longe das punições do Google por práticas que devem ser evitadas.

Como usar o White Hat no marketing jurídico?

Antes de saber como aplicar as boas práticas de SEO no marketing digital do seu escritório, é válido lembrar como deve ser a publicidade jurídica de acordo com as normas da Ordem dos Advogados do Brasil.

Tanto o Código de Ética e Disciplina quanto o Provimento 205/2021, que dispõe exclusivamente sobre a publicidade na advocacia, afirmam que a propaganda jurídica deve ter caráter meramente informativo, prezando pela discrição e sobriedade da profissão, sem configurar captação de clientela ou a mercantilização da advocacia.

Portanto, independente das ações colocadas em prática para que o seu site e conteúdo se destaque nos mecanismos de pesquisa, é fundamental que se siga essa linha informativa e moderada.

Além disso, vale a pena ressaltar, também, que o marketing de conteúdos jurídicos é uma das melhores maneiras de investir no marketing digital do seu escritório, considerando, principalmente, as regras estabelecidas relativas à divulgação do serviço jurídico.

A seguir, veja quais práticas de SEO White Hat você pode aplicar na sua estratégia para dar mais visibilidade ao seu negócio e conquistar mais autoridade na internet.

1. Concentre-se na palavra-chave

A palavra-chave é o termo utilizado pelo leitor para buscar alguma coisa em um mecanismo de pesquisa. No caso de um escritório de advocacia, as palavras-chave podem ser áreas de atuação, serviços prestados ou temas relacionados à rotina jurídica.

Sendo assim, o seu conteúdo deve ser produzido em torno da sua palavra-chave, que será, também, o tema do seu artigo. Assim como ela deve ser utilizada na produção, termos relacionados e sinônimos também devem ser, para dar mais fluidez ao texto.

Para encontrar as palavras-chave adequadas para a sua produção de conteúdo e as expressões relacionadas, é possível contar com ferramentas específicas.

O Google Keyword Planner e o SEMrush são exemplos de plataformas que permitem que você procure o volume de busca de cada termo pesquisado, e também encontre as expressões e perguntas relacionadas. Assim, você não apenas enriquece seu artigo, como também permite ser indexado por outras palavras-chave.

Fique atento! É fundamental que você use as palavras-chave no seu texto com sabedoria. Realmente, elas precisam estar presentes no seu conteúdo, porém, a repetição irá te atrapalhar.

Um artigo que tem uma mesma expressão repetidas vezes não fica fluido, dificulta a leitura e o entendimento, e ainda é malvisto pelo Google, que verá a prática como uma tentativa de enganá-lo. A utilização dos termos de modo natural é a melhor alternativa.

2. Estruture o seu conteúdo corretamente

No desenvolvimento do seu texto, há uma forma de estruturá-lo que é interessante tanto para o leitor quanto para o Google. Inserindo títulos e subtítulos no seu conteúdo, você proporciona uma leitura mais dinâmica, uma vez que o texto não ficará como uma coisa só, mas um conjunto de pequenas partes que estão ligadas.

A matéria também fica mais organizada, permitindo que o leitor encontre facilmente a informação que ele busca, sem necessariamente ler todo o artigo.

Além disso, esses títulos, chamados de headings tags, contribuem para a escaneabilidade do seu conteúdo, o que influencia no rankeamento da sua página. Um conteúdo escaneável é aquele que permite que o leitor saiba sobre os principais pontos do texto sem precisar fazer a leitura completa.

Vale lembrar que as palavras-chave presentes nos títulos e subtítulos também influenciam na otimização do conteúdo e no seu rankeamento.

3. Atente-se às meta tags

Tecnicamente, as meta tags são marcadores em formato de texto que facilitam a identificação do site pelos mecanismos de busca. No seu marketing de conteúdo, é importante que você defina ao menos duas delas: a title tag e a meta descrição.

Basicamente, os dois elementos aparecem na página de resultados do Google e são de suma importância, uma vez que podem influenciar o usuário a clicar no seu site ou não.

A title tag é o título da matéria ou da página. Ela não precisa ser idêntica ao título que há na sua página, mas pode ser mais sucinta e atrativa.

Já a meta descrição é, como o nome diz, uma pequena descrição do que o leitor encontrará ao abrir a página que aparece entre os resultados de pesquisa. Trata-se de um resumo que também deve ser atrativo e conter a palavra-chave principal, assim como a title tag.

4. Tenha links relevantes

Enriquecer seus conteúdos com links relevantes é uma prática White Hat de SEO muito importante no seu marketing jurídico. Tanto links internos quanto links externos são bem-vindos e elevam o nível do seu artigo.

Os links internos te ajudam a manter o usuário dentro do seu site, conhecendo outras áreas e outros artigos. Já os links externos dão credibilidade ao seu texto, principalmente se você utilizar fontes oficiais, como sites do Governo e de entidades máximas.

5. Pense em títulos atrativos

Os títulos dos artigos, assim como de áreas do seu site, têm grande poder de influência. Se forem atrativos o suficiente, conquistam o usuário e trazem mais acessos à sua página. Já se não atraírem a atenção dos leitores, seu artigo ficará sem leitores.

Ter um título atrativo exige criatividade. Por isso, pense com cautela antes de defini-lo, lembrando sempre da sobriedade e discrição da advocacia.

Utilize a palavra-chave e procure um título que tenha a essência do seu artigo. Ou seja, entregue realmente aquilo que o título promete.

6. Produza um conteúdo relevante

Por fim, uma das técnicas mais importantes de White Hat SEO no marketing jurídico é a produção de conteúdos de qualidade e relevantes para o seu público-alvo.

Considerando principalmente o fato de que a publicidade na advocacia deve ser informativa, o marketing de conteúdo é um dos principais fatores que devem ser utilizados para a divulgação de um escritório.

Além disso, essa produção não deve ser feita de qualquer jeito – é preciso que os artigos produzidos sejam de qualidade, importantes para o público-alvo e relacionados à sua área de atuação.

Estude bem o seu tema para que as informações presentes nos blog posts e demais materiais estejam corretas. Tenha sempre em mente que o seu conteúdo será a resposta de alguma dúvida do leitor.

Dessa forma, use a linguagem do usuário – sem jargões jurídicos ou expressões mais técnicas – e traga dados que serão interessantes para ele, fazendo diferença em sua pesquisa.

Não seja raso e nem faça textos de qualquer jeito só para alimentar um blog. Dê profundidade aos seus textos, com informações ricas, de valor e completas. Se a intenção é responder à dúvida do leitor, faça o melhor possível.

Utilize as técnicas de SEO White Hat no seu site jurídico!

Com as dicas mencionadas no tópico anterior, é possível ver como otimizar o seu site da maneira adequada e obter bons resultados com ele, como a ampliação da visibilidade do escritório, construção da sua autoridade na internet e conquista de novos clientes.

Além de colaborar para o crescimento da sua página, essas boas práticas também te afastam de punições do Google, uma vez que são “honestas”, não parte de uma tentativa de burlar as regras do buscador.

Com a Justamente, o advogado pode aplicar sem dificuldades as técnicas de SEO White Hat no seu marketing jurídico por meio de ferramentas simples para criação e otimização de conteúdos.

Somos uma plataforma gratuita de criação de sites, pensada por advogados e para advogados. Os sites oferecidos são feitos por programadores, web designers e desenvolvedores, garantindo total profissionalismo à página criada.

Para fazer o seu site em menos de 5 minutos e de forma gratuita, faça um cadastro com um e-mail e senha e responda algumas perguntas sobre o seu escritório, como áreas de atuação e serviços prestados.

Para finalizar, escolha o tema com cor e fonte, que podem ser alterados a qualquer momento. Veja um passo a passo detalhado deste processo nesta matéria!

Feito isso, seu site estará pronto e você já poderá divulgá-lo para seus clientes, amigos e familiares, além de colocá-lo na sua assinatura de e-mail, cartão de visitas e outros materiais.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!