Menu
Justamente
Entrar Criar site

Redes sociais para advogados: como conseguir engajamento em posts?

Equipe Justamente 29/03/22

O engajamento nas redes sociais é um dos principais resultados que os profissionais esperam quando fazem publicações em tais plataformas, inclusive os advogados. Neste sentido, podemos definir o engajamento como algo que indica quanto o seu público interage com você, seja clicando no seu post, fazendo um comentário, dando uma curtida, compartilhando, ou simplesmente sendo alcançado por ele.

Se você já desenvolve o seu marketing jurídico e utiliza as diferentes redes sociais para dar mais visibilidade ao seu escritório e construir a sua autoridade no online, é fundamental que você acompanhe regularmente os resultados e saiba o que fazer para ter um bom engajamento e alcançar mais usuários.

A seguir, saiba mais sobre a importância do engajamento nas suas estratégias de marketing digital e veja como engajar ainda mais o seu público para ter bons resultados com suas redes sociais.

O que é engajamento nas redes sociais?

Nas redes sociais, o engajamento é qualquer interação que o seu público tem com o seu perfil e suas publicações, assim como a interação que você tem com seus seguidores e demais usuários.

Trata-se da comunicação e proximidade que existe entre os dois lados. Quanto maior e melhor essa comunicação, melhor para o seu escritório, pois isso pode representar a satisfação do público com os seus conteúdos oferecidos.

A partir disso, seu escritório ganha relevância e sua autoridade na plataforma só tende a crescer. Vale ressaltar, ainda, que, ao curtir, comentar e, principalmente, compartilhar suas publicações, seus seguidores e pessoas interessadas nos seus serviços promovem o seu negócio.

Por que utilizar as redes sociais no marketing jurídico?

Utilizar as redes sociais, o que é permitido pelo Provimento 205/2021, é uma excelente estratégia que deve integrar o marketing digital dos advogados. Por meio dessas plataformas, você e sua equipe podem desenvolver o marketing de conteúdos jurídicos e fazer publicações para atingir cada vez mais pessoas.

Para saber onde criar a sua conta, é importante considerar onde o seu público-alvo está. De nada adianta investir em posts para determinada rede social, se a grande parte do seu público for mais frequente em outra.

Essas plataformas possuem bilhões de usuários ativos. Sendo assim, são como um vasto oceano a se explorar. Em um lugar com tantas pessoas, você pode encontrar aquelas que têm interesse e que precisam dos seus serviços.

Assim, é possível alcançá-las com mais facilidade, atraindo-as por meio do inbound e do outbound marketing, e demonstrando autoridade no assunto abordado, podendo se tornar uma referência na área.

Como utilizá-las?

Sabendo quais são as melhores redes sociais para estar presente com seus conteúdos jurídicos, crie contas profissionais nas respectivas plataformas. Por mais que você seja um advogado autônomo, o ideal é ter um perfil profissional, pois, além de passar mais credibilidade aos seus seguidores, você também tem acesso a recursos que só este tipo de conta tem.

Com sua conta criada, ofereça conteúdos interessantes e relevantes para o seu público-alvo. Aborde assuntos relacionados com a sua área de atuação, mas que possam atrair o leitor de alguma forma.

Neste desenvolvimento, é importante se lembrar de que, segundo a OAB, a publicidade jurídica deve ser meramente informativa e educativa, prezar pela discrição e sobriedade da advocacia, sem configurar captação de clientela ou a mercantilização da profissão.

Portanto, tome cuidado com os conteúdos produzidos. Siga a linha estabelecida pela instituição máxima para fazer uma atividade ética e para evitar penalidades da entidade.

Ao planejar seus conteúdos, você pode trazer temas como novidades jurídicas, atualizações de leis (aquelas que têm a ver com a sua atuação como advogado), direitos e deveres, entre outros assuntos. Você pode ver mais dicas sobre este tipo de produção nesta matéria.

Não esqueça, ainda, de colocar a sua identidade visual nos seus posts. Isso faz toda a diferença, pois seus clientes e futuros clientes verão que há uma harmonia entre os materiais por você oferecidos.

Seguir um padrão no seu site, redes sociais, materiais ricos e papelaria (como propostas de contrato), por exemplo, eleva a qualidade do seu negócio – por mais que isso não interfira no seu trabalho jurídico propriamente dito, isso transmite mais organização e profissionalismo ao público.

Como aumentar o engajamento nas redes sociais de advogados

Para aumentar o engajamento em suas redes sociais, os advogados devem alcançar mais pessoas, de preferência aquelas que têm interesse nos serviços jurídicos prestados. Mas como fazer isso? Veja 5 dicas que separamos para te ajudar.

1. Faça um calendário editorial

Um calendário editorial consiste no planejamento dos conteúdos que você irá publicar nas suas redes sociais. Por ele, você pode definir com antecedência quais temas serão abordados em quais dias, e que tipos de publicação você usará.

O uso deste calendário é muito interessante para o desenvolvimento do seu marketing jurídico. Algumas vantagens que ele pode proporcionar à sua rotina são:

2. Use a língua do seu público

Usar a linguagem do seu público-alvo é essencial se você quer ser entendido por ele. Principalmente se você tiver um público mais segmentado, como empresas ou mães, por exemplo, é importante que seu público se identifique com você e com o seu trabalho, e a linguagem que você utilizar pode te ajudar nisso.

Falar a língua do seu leitor não significa apenas não utilizar jargões jurídicos e técnicos que fazem parte da sua rotina de advogado, mas também usar expressões que fazem parte do dia a dia do seu público.

Por essa razão, é importante que você conheça a sua persona e entenda as suas dores, motivos, expectativas, entre outras coisas.

3. Poste conteúdos relevantes

Outra dica para que advogados consigam mais engajamento em suas redes sociais é postar conteúdos que sejam relevantes e do interesse do seu público-alvo. É fundamental que você tenha o seu público sempre em mente, pois é a partir dele que você fará a sua divulgação.

Seus conteúdos devem chamar a atenção dos seus seguidores. Para isso, é preciso, novamente, que haja a identificação. Aborde temas que fazem parte da realidade dos seus clientes em potencial, que sejam interessantes e que façam sentido para eles.

Além disso, seja original. Ofereça um post criativo e autêntico, que seja relacionado à dor dos seus seguidores e, ao mesmo tempo, que mostre a sua autoridade na área.

4. Utilize as diferentes ferramentas das redes sociais

As redes sociais têm diversos formatos de publicações. No Instagram, por exemplo, é possível publicar uma só ou várias imagens no mesmo post, vídeos curtos ou mais longos, stories – que são publicações temporárias -, além de poder fazer lives também.

Com várias opções disponíveis, é interessante que você explore cada uma delas. Há pessoas que gostam mais de um formato específico, enquanto há aquelas que preferem conteúdos oferecidos de outra forma.

Neste sentido, cada seguidor tende a interagir mais com os formatos que prefere, aumentando o seu engajamento. Por isso, vale a pena diversificar seus post e encher seu perfil de criatividade.

Lembre-se sempre de manter a discrição e sobriedade da advocacia, assim como o Provimento 205/2021 da OAB orienta. Seja moderado em suas publicações, se atentando às legendas, cores e ilustrações utilizadas.

5. Fale com os seus seguidores

Por fim, para ter ainda mais engajamento nas redes sociais, o advogado deve responder e interagir com seus seguidores. Isso mostra que você está realmente interessado em quem entra em contato com você, mesmo que seja por um simples comentário, e que você está mesmo presente na plataforma.

Além disso, a sua interação com quem segue o seu perfil profissional também chama a atenção de outras pessoas que ainda não interagiram com você.

Ao ver que você responde, de fato, quem fala com você por meio das suas redes sociais, outros usuários podem se sentir mais à vontade para fazerem o mesmo, interferindo diretamente no seu engajamento.

Aqui, é preciso se atentar ao que diz o Código de Ética e Disciplina da OAB. O documento não proíbe os advogados de darem respostas a seus clientes em potencial. Porém, é vedada a prática de responder com frequência questões sobre matéria jurídica em qualquer meio de comunicação social, de modo a transformar o contato em uma consulta online.

Sendo assim, não deixe seus seguidores sem resposta, porém, tenha cuidado para não acabar oferecendo consultas gratuitas pelas redes sociais.

Dica bônus: impulsione suas publicações

Uma prática presente no outbound marketing que advogados podem utilizar para conseguir mais engajamento nas redes sociais é o impulsionamento de publicações.

Fazendo isso, você impulsiona os post existentes para que eles alcancem não apenas quem já é seu seguidor, mas também pessoas que ainda não conhecem o seu perfil e o seu trabalho.

Com o seu conteúdo alcançando mais pessoas, seu engajamento pode ser multiplicado. Afinal, você conseguirá atingir um público maior, que poderá se interessar e curtir, comentar e compartilhar seu post impulsionado.

Para saber mais sobre os benefícios do impulsionamento e como você pode fazer isso, confira esta matéria!

Outras formas de desenvolver seu marketing jurídico

As redes sociais são grandes aliadas dos advogados que querem dar mais visibilidade aos seus escritórios, principalmente quando têm um bom alcance e engajamento.

Apesar de oferecerem muitos benefícios para o marketing jurídico, como gratuidade e facilidade nas publicações, elas não devem ser o foco principal do advogado.

Para ter uma presença online consolidada em uma página independente, o ideal é ter um site jurídico que demonstre a sua autoridade, e que permita que seus clientes e potenciais clientes te encontrem na internet.

Um site próprio dá mais credibilidade ao seu escritório, além de transmitir mais profissionalismo e confiança aos usuários.

Além disso, é na sua página online que você pode colocar as informações mais importantes sobre o seu negócio, como meios de contato, horários de atendimento, endereço (se houver), áreas de atuação e serviços prestados, entre outras, assim como conteúdos relevantes para o seu inbound marketing.

Neste caso, é possível compartilhar conteúdos relevantes nas redes sociais e, ao mesmo tempo, direcionar seus seguidores para o seu site.

Embora a criação e desenvolvimento de um site seja uma ideia excelente e fundamental para que o seu escritório cresça cada vez mais e conquiste mais clientes, ela não é uma tarefa tão simples, já que normalmente exige muito tempo, trabalho ou dinheiro.

Sabendo disso, a Justamente permite que você faça o site profissional do seu escritório em menos de 5 minutos e, o melhor, sem pagar nada por isso. Somos uma plataforma gratuita de criação de sites, pensada por advogados e para advogados.

Os sites oferecidos são feitos por programadores, web designers e desenvolvedores, o que garante total profissionalismo à página criada.

Para fazer o seu, faça um cadastro com um e-mail e senha e responda algumas perguntas sobre o seu escritório, como áreas de atuação e serviços prestados. Para finalizar, escolha o tema com cor e fonte, que podem ser alterados a qualquer momento. Veja um passo a passo detalhado deste processo nesta matéria!

Feito isso, seu site estará pronto e você já poderá divulgá-lo para seus clientes, amigos e familiares, além de colocá-lo na sua assinatura de e-mail, cartão de visitas e outros materiais.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!