Menu
Justamente
Entrar Criar site

Qual a diferença entre inbound e outbound marketing no marketing jurídico?

Equipe Justamente 11/03/22

O marketing jurídico consiste em uma série de ações para obter clientes para o seu escritório. Mas, os advogados podem incluir outros tipos de estratégias, como o inbound e outbound marketing.

O foco principal do Inbound Marketing está na atração e fidelização dos clientes. O Outbound Marketing, por sua vez, consiste em práticas para trazer clientes, sem se preocupar em entregar materiais por isto.

No marketing jurídico, você pode utilizar as duas opções, desde que as estratégias sigam as regras presentes no Provimento 205/2021. Entenda mais sobre as diferenças entre as modalidades de marketing e o impacto delas na publicidade jurídica.

Inbound e outbound marketing: o que são?

Já pensou na possibilidade dos clientes chegarem até você de forma espontânea? Esta é a missão do inbound marketing: atrair e despertar o interesse do público, fazendo com que ele fique próximo da empresa.

Para chamar a atenção dos clientes, você precisa investir na produção de conteúdos e fazer com que ele chegue na persona correta. Assim, o público pode interagir e manter um relacionamento com as publicações.

Por outro lado, o outbound marketing consiste nas estratégias tradicionais da publicidade. Ou seja, o foco está no oferecimento direto de produtos e serviços.

Nesse sentido, os negócios precisam desenvolver as propagandas e incluí-las nos meios de comunicação, como rádio, TV e revistas. Além disso, é possível veicular anúncios online, em vídeos e banners.

Quando comparamos os custos entre as metodologias, o outbound marketing possui gastos maiores. O espaço para reproduzir os materiais costuma ser caro. Então, a saída é separar o capital para investir em ações regularmente.

Percebeu como existem diferenças entre as modalidades de marketing citadas? Elas podem trazer bons resultados para os negócios. Mas, no marketing jurídico, os advogados não devem usar todos os recursos presentes nas estratégias. Entenda!

Como usar o inbound e outbound marketing na publicidade jurídica?

Antes de explicar sobre as estratégias de inbound e outbound marketing que podem ser utilizadas pelos advogados, é fundamental esclarecer que existem regras para fazer o marketing jurídico.

Os escritórios não devem produzir conteúdos e campanhas que mercantilizem a advocacia ou representem a captação de clientes. Desse modo, os advogados precisam elaborar materiais que informem e orientem os leitores.

Por outro lado, os advogados estão liberados para usar logomarcas e imagens ilustrativas em peças do marketing jurídico, investir recursos em Google Ads e impulsionar posts dentro das redes sociais. Confira nesta matéria as regras sobre a publicidade jurídica.

Veja abaixo como incluir as ações de inbound e outbound marketing em seu escritório!

Como funciona o inbound marketing para advogados?

O inbound marketing busca não apenas localizar os clientes, mas fidelizá-los. Desse modo, a produção de conteúdo é um elemento indispensável para conseguir o engajamento e a interação do público.

Os advogados podem utilizar esse caminho para ficarem próximos aos clientes, desde que os conteúdos sejam informativos e educativos. Vale lembrar que a Ordem dos Advogados do Brasil proíbe ações que mercantilizem a profissão.

Nesse sentido, os escritórios devem desenvolver materiais sobre as áreas de atuação. Entretanto, os conteúdos produzidos variam de acordo com as condições do negócio.

A criação de vídeos explicativos para as redes sociais ou o YouTube, por exemplo, costumam gerar engajamento dos seguidores. No site do escritório, é possível inserir artigos otimizados em SEO que expliquem sobre diferentes assuntos.

Na produção dos textos, vídeos e posts, atente-se à persona criada para o escritório. O personagem fictício ajudará a direcionar o tom de comunicação para falar com o público do escritório.

Outbound marketing para advogados: como usar a estratégia

Enquanto a estratégia do inbound marketing é aproximar os clientes a partir de conteúdos ricos, o outbound consiste em estratégias ativas para chegar ao cliente.

Os exemplos comuns que estão em nosso dia a dia são as propagandas durante vídeos no YouTube ou os comerciais de TV. O objetivo é que os clientes efetuem a compra dos produtos e serviços apresentados.

O outbound marketing também é conhecido como o marketing tradicional. Ou seja, trata-se de abordagens ativas com o objetivo de captar clientes para a empresa.

Entretanto, quando observamos as regras do marketing jurídico, vemos que a publicidade deve ter caráter meramente informativo. Além disso, as campanhas e conteúdos não podem configurar a captação de clientes ou mercantilização da profissão.

Sendo assim, as ações relacionadas ao oferecimento explícito de serviços com textos ou chamadas persuasivas são proibidos pela OAB, que também veta:

Por essas razões, o outbound tende a parecer distante do marketing jurídico. Entretanto, desde que o escritório não pratique a mercantilização, captação de clientela ou emprego excessivo de recursos financeiros, é possível fazer ações com a metodologia.

Entre as opções estão campanhas no Google Ads, o disparo de e-mail marketing e o impulsionamento de posts nas redes sociais. Por isso, invista recursos para que o escritório possa usufruir do outbound marketing.

Por que advogados devem investir no inbound e outbound marketing?

Como vimos, tanto o inbound marketing como o outbound marketing são úteis na publicidade jurídica. O primeiro está ligado à produção de conteúdos ricos para os clientes, enquanto o segundo consiste em ações diretas para chegar ao público com mais facilidade.

A publicação de vídeos, artigos e posts nas redes sociais podem contribuir com a popularização do escritório. Um texto bem redigido e seguindo as otimizações de SEO, por exemplo, pode trazer destaque para o escritório no Google.

Com relação ao outbound, as campanhas no Google Ads também aproximam interessados aos serviços jurídicos do escritório. Trata-se de uma alternativa para praticar a publicidade ativa dentro das regras do marketing para advogados.

Tenha um site jurídico para investir nas ações de marketing!

No marketing digital, o site para o seu escritório é essencial, ainda mais para ampliar a presença do negócio online. No entanto, ele também é indispensável para integrar campanhas no Google Ads e garantir mais visitantes para a página.

Além disso, você pode adicionar um blog ao site jurídico e publicar artigos relacionados à sua área de atuação. Essa opção faz parte das ações presentes no inbound marketing.

Em resumo, o site proporciona inúmeros benefícios para o escritório. Na plataforma da Justamente, os advogados criam uma página para apresentar os seus serviços jurídicos online.

Em menos de 5 minutos, você tem um site profissional, sem precisar pagar nada por ele. Se preferir, você consegue assinar o plano JusPremium e aproveitar recursos para aprimorar o site, como a integração com serviços Google e a publicação de artigos ilimitados no blog.

Para começar, faça um cadastro com e-mail e senha. Em seguida, responda perguntas sobre o escritório, como os serviços jurídicos e áreas de atuação. Depois, basta escolher temas, cores e fontes. Conheça o processo.

Se ainda tiver dúvidas sobre como criar o seu site jurídico na Justamente, entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!