Menu
Justamente
Entrar Criar site

Por que desenvolver ebooks no marketing jurídico? Entenda!

Equipe Justamente 25/05/22

Investir no desenvolvimento de ebooks no marketing jurídico pode ser uma ótima estratégia para aumentar a sua credibilidade e autoridade com seu público-alvo. Além disso, essa ação também permite que os seus visitantes tenham acesso a um material rico e tenham mais conhecimento sobre determinada área.

O ebook é um livro eletrônico, que pode ser acessado de diversos dispositivos, como celular, tablet, computador ou outros aparelhos específicos. Trata-se de um material amplo, cujo tema é abordado profundamente, a fim de trazer detalhes importantes e explanar bem o conteúdo.

No marketing jurídico, isso pode não apenas ajudar os seus visitantes, mas influenciá-los na decisão da contratação. A seguir, entenda a importância dos ebooks no marketing do seu escritório e saiba como desenvolvê-los.

Qual a importância dos ebooks no marketing jurídico?

A grande vantagem de um ebook é que ele aborda um assunto de forma totalmente específica. Os leitores do material podem se aprofundar no tema e terem suas dúvidas esclarecidas, uma vez que o foco é completamente único.

Sendo assim, o ebook tem o poder de deixar o seu visitante atualizado sobre o assunto abordado no material, assim como pode te ajudar a atrair cada vez mais a atenção dos usuários.

Um advogado que atua no direito do consumidor, por exemplo, pode oferecer um ebook sobre os direitos do consumidor em determinada área, ou até mesmo de uma maneira geral. Neste caso, ele ainda pode elaborar vários ebooks, falando sobre o direito do consumidor em diferentes áreas.

Além disso, ao disponibilizar um ebook, você também pode coletar dados dos seus leads para manter o relacionamento com eles. Um visitante, quando passa a consumir seus conteúdos com frequência e decide baixar o ebook que você desenvolveu, se torna um lead.

Lead nada mais é do que uma oportunidade de negócio. Ao se tornar um lead, o visitante já está mais próximo de decidir pela contratação. Portanto, quanto mais perto você estiver desse lead, e quanto melhor você administrá-lo, melhor para o seu escritório.

Com os dados coletados, fica mais fácil manter o relacionamento com o lead e guiá-lo até a contratação. Uma das maneiras de fazer isso é enviando e-mails marketing com assuntos relevantes para o usuário.

Por fim, os ebooks no marketing jurídico contribuem para que a autoridade do advogado e de seu escritório aumente junto ao seu público-alvo. Um material bem estruturado, com conteúdo de qualidade e que demonstra o seu entendimento na área só faz com que os leads tenham ainda mais confiança no seu trabalho.

Como desenvolver ebooks para o marketing jurídico?

Embora o ebook seja um livro eletrônico, ele não precisa, necessariamente, ser muito extenso. Ao abordar um tema de modo profundo e detalhado, o material pode, sim, ficar longo, porém, isso não é uma regra.

Para ficar mais simples, dividimos o desenvolvimento de um ebook em 4 etapas. Confira!

1. Planeje o ebook

O planejamento do ebook é essencial para desenvolver um material de sucesso. Nessa etapa, pense no seu público-alvo, em como você irá estruturar o ebook, no assunto que você pretende abordar, e como você irá disponibilizá-lo.

Ao considerar o seu público-alvo, saiba qual linguagem você deve usar. Expressões jurídicas e termos mais técnicos devem ser evitados, devendo dar lugar a expressões mais simples e acessíveis. Lembre-se de que você precisa ser entendido pelos seus leitores.

Além disso, pense em como será a estrutura do ebook. É possível dividir o conteúdo em capítulos e subcapítulos, de modo a organizar o texto para a melhor compreensão.

Pense, ainda, no tema que você pretende abordar. Em primeiro lugar, saiba que o assunto deve ser relevante para o seu público-alvo. Caso contrário, você não conquistará leitores. A área de atuação do escritório também deve ser considerada.

Sendo assim, considere temas que correspondam ao conjunto formado pelo seu público-alvo e sua área de atuação.

Por fim, defina onde você disponibilizará o material para que os usuários façam o download. É possível deixá-lo no seu site, rede social ou enviá-lo por e-mail, por exemplo.

2. Estude o assunto

Tanto no marketing jurídico quanto em qualquer outra área, os ebooks abordam temas de modo profundo. Ou seja, a pessoa responsável pelo seu desenvolvimento deve ter entendimento sobre o que está sendo escrito, até mesmo para evitar erros.

Desse modo, mesmo que o tema do material esteja presente na sua área de atuação, vale a pena estudá-lo a fundo, a fim de entregar um conteúdo completo e atualizado.

Procure as fontes oficiais de cada informação, como leis, estatutos e até mesmo o site da Ordem dos Advogados do Brasil. Tenha cuidado com fontes desconhecidas e suspeite delas.

Lembre-se de que, caso haja alguma informação errada no ebook, o leitor pode ser prejudicado, uma vez que será induzido ao erro, e o seu escritório pode perder sua credibilidade.

3. Desenvolva o ebook com elementos textuais e visuais

Com os elementos anteriores já em mente, é hora de partir para o desenvolvimento do ebook. Comece o texto introduzindo o assunto ao leitor e continue a escrita considerando os capítulos e subcapítulos já planejados.

Na redação, não esqueça de se atentar à linguagem utilizada. Procure explicar muito bem cada detalhe mencionado, e considere exemplificar as situações. Isso aproxima o conceito do leitor, que poderá ter uma melhor compreensão.

Preste atenção, também, nas regras de escrita. Evite erros de português e foque em parágrafos não tão longos.

No decorrer do texto, não se preocupe em escrever muito ou pouco. Normalmente, pode-se encontrar ebooks com 2 mil palavras, chegando até 5 mil. Porém, isso não é uma regra. Se necessário, seu ebook pode ultrapassar esse número sem problemas.

Além disso, procure, também, as ilustrações que você irá usar no material. Por mais importante que seja o texto, as ilustrações permitem uma leitura mais dinâmica, além de auxiliarem o leitor na compreensão do que está escrito, a depender do contexto.

É possível ilustrar o ebook com imagens fotográficas, obtidas em bancos de imagens gratuitos, ou com infográficos que explicam temas mais complexos de forma mais dinâmica.

Aqui, vale a pena lembrar das normas da OAB relativas à publicidade jurídica. Tanto o Código de Ética e Disciplina quanto o Provimento 205/2021, que dispõe exclusivamente sobre a publicidade jurídica, afirmam que os conteúdos e imagens veiculados pelos advogados devem seguir a moderação, sobriedade e discrição da profissão. Portanto, tenha esse cuidado.

Ao terminar, não deixe de revisar todo o conteúdo, corrigindo possíveis erros e incluindo informações que podem ter faltado.

4. Disponibilize o ebook

Com o seu ebook pronto, é hora de disponibilizá-lo para os seus visitantes e clientes. Você pode deixá-lo em uma página específica, como uma landing page, onde os interessados farão o download do material em troca de alguns de seus dados pessoais, como nome e e-mail.

Também é possível deixá-lo disponível na página inicial do seu site, nas páginas dos artigos do seu blog, nas suas redes sociais, entre outras plataformas, por meio de um link.

Crie um site jurídico para divulgar seus ebooks!

Uma das melhores maneiras de disponibilizar e divulgar os ebooks no marketing jurídico é por meio do site do seu escritório. Principalmente ao criar uma landing page, você dá mais destaque ao material desenvolvido e demonstra, também, mais profissionalismo.

Uma página específica para o ebook permite, ainda, que você seja encontrado no Google de maneira orgânica ou por meio de anúncios, utilizando o Google Ads.

Além disso, o site jurídico é a identidade virtual do seu escritório. É por meio dele que você estabelece a sua presença digital e expõe as informações mais importantes do seu negócio, como endereço, meios de contato, áreas de atuação e serviços prestados.

Apesar de tantos benefícios, o desenvolvimento de um site não é uma tarefa tão simples, podendo exigir muito trabalho, tempo e dinheiro. Sabendo disso, a Justamente permite que você crie o seu site jurídico profissional em menos de 5 minutos e, o melhor, sem pagar nada por isso.

Somos uma plataforma gratuita de criação de sites, pensada por advogados e para advogados. Os sites oferecidos são feitos por programadores, web designers e desenvolvedores, garantindo total profissionalismo à página criada.

Para fazer o seu, faça um cadastro com um e-mail e senha e responda algumas perguntas sobre o seu escritório, como áreas de atuação e serviços prestados. Para finalizar, escolha o tema com cor e fonte, que podem ser alterados a qualquer momento. Veja um passo a passo detalhado deste processo nesta matéria!

Feito isso, seu site estará pronto e você já poderá divulgá-lo para seus clientes, amigos e familiares, além de colocá-lo na sua assinatura de e-mail, cartão de visitas e outros materiais.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!