Menu
Justamente
Entrar Criar site

O que é copywriting e como ele funciona no marketing jurídico?

Equipe Justamente 11/03/22

O copywriting é a técnica de escrever conteúdos com finalidade persuasiva, de modo a convencer o leitor a contratar os seus serviços. No entanto, a princípio, isso pode não parecer uma boa ideia no marketing jurídico, considerando, principalmente, as normas da Ordem dos Advogados do Brasil quanto à publicidade na profissão.

Apesar de essa ser uma preocupação válida, o copywriting pode, sim, ser aplicado no marketing digital para advogados, desde que com os cuidados necessários.

Para os profissionais que buscam mais credibilidade no digital e o aumento da sua presença online, a técnica é essencial. Por isso, entenda mais sobre o copywriting e saiba como aplicá-lo no seu marketing jurídico.

O que é copywriting?

Copywriting é uma técnica muito utilizada no marketing de conteúdo por empresas dos mais variados ramos. Trata-se da produção de textos (como artigos, posts para redes sociais, ebooks, entre outros) cujo objetivo é influenciar o leitor em determinada decisão.

Se você já utiliza o marketing de conteúdo nas suas estratégias, deve saber que o copywriting é o “empurrãozinho” para que o seu leitor opte por entrar em contato com você, baixe um ebook sobre um assunto de seu interesse, ou te forneça o seu e-mail para receber suas comunicações.

Como aplicar o copywriting no marketing jurídico?

Quando falamos que o copywriting envolve uma escrita persuasiva, é preciso tomar cuidado com o que colocar em prática no marketing jurídico.

Segundo as normas da OAB, a publicidade na advocacia não pode configurar captação de clientela. Todo o conteúdo divulgado deve ser meramente informativo e educativo, prezando pela discrição e sobriedade. Ou seja, expressões persuasivas são proibidas, assim como o incentivo ao litígio ou à contratação de serviços.

Sem a tentativa de captação de clientela, pode parecer um pouco complicado investir no copywriting. No entanto, não é uma coisa impossível.

Mesmo com as limitações existentes, você ainda pode trabalhar o copywriting e oferecer conteúdos ricos sem ferir as normas estabelecidas. Materiais relevantes e que demonstrem a sua autoridade são uma ótima estratégia e que podem trazer bons resultados.

Neste caso, você não usará, necessariamente, frases persuasivas – até porque elas são proibidas e podem te trazer problemas. Sua escrita convencerá o leitor a partir da autoridade por você conquistada.

Com essa autoridade, seu leitor entenderá que você é uma referência no assunto e, diante de uma necessidade, poderá entrar em contato com você.

A seguir, entenda melhor como você pode se tornar uma referência no online e conquistar mais clientes sem textos direcionados a vendas e sem ferir as regras da OAB.

5 passos para usar o copywriting no marketing para advogados

A partir do momento em que sua escrita se torna persuasiva pela autoridade que você conquista, é importante que você entenda como, de fato, construir essa autoridade. Isso não vem da noite para o dia – há um processo que você deve percorrer, juntamente com algumas estratégias. Abaixo, veja algumas delas.

1. Escreva conteúdos completos

O primeiro passo para buscar a construção da sua autoridade no ambiente digital é produzir conteúdos que não sejam superficiais.

Se você deseja se tornar uma referência, o leitor precisa ver que você realmente entende sobre o assunto que está abordando.

Neste caso, não precisa utilizar amplamente os jargões jurídicos – até porque seu público-alvo dificilmente entenderá o que você quer dizer com eles. O ideal é escrever na língua do leitor, para que haja compreensão.

Ao mesmo tempo em que você deve ficar longe de conteúdos superficiais, suas produções devem ser completas, fazendo a diferença na vida do leitor.

Para que seu público fique satisfeito com o seu texto, é preciso que ele tenha qualidade, esteja bem escrito, bem estruturado, seja original, traga as soluções que o leitor precisa e, com certeza, seja relevante para ele – isto é, seja do seu interesse.

2. Entenda a dor do potencial cliente

Algo que precisa estar presente no copywriting no marketing jurídico é a compreensão da dor do seu leitor, o que também faz com que seu conteúdo seja relevante.

Ao procurar por determinado assunto e encontrar o seu artigo, o leitor está procurando uma resposta para a sua dúvida, problema ou necessidade. Na maioria das vezes, principalmente quando falamos de assuntos jurídicos, há uma dor por trás do problema.

Aqui, é importante entender de modo mais profundo, além do problema real que o consumidor está passando.

Em um caso de rescisão contratual, por exemplo, um potencial cliente pode estar em contato com o seu conteúdo não apenas por ter recebido um valor diferente daquele que deveria, mas, por trás disso, pode haver um sentimento, e é aqui onde está a real dor do leitor.

No exemplo dado, o trabalhador pode ter se sentido enganado pelo seu ex-empregador, se sentido prejudicado pelo valor recebido a menos, ter problemas financeiros e dívidas. Há uma série de possibilidades que podem afetar o leitor.

Portanto, além de explicar o problema jurídico pelo qual o usuário está passando (como um cálculo errado de rescisão trabalhista), é fundamental expressar que você entende quais serão os possíveis prejuízos que ele pode ter em decorrência do problema.

3. Defina um título atrativo

Assim como os passos anteriores, um título atrativo é fundamental para que você consiga trazer mais leitores para o seu conteúdo. Não adianta ter um artigo de ótima qualidade e que pode trazer muitos novos clientes para o seu escritório, se ele não atrair nenhum leitor.

Os títulos das suas matérias devem gerar interesse nos leitores, para que eles cliquem no resultado no buscador e façam a leitura. Títulos fracos não geram interesse; eles não conquistam a atenção necessária para que haja a leitura.

Considerando isso, qual tipo de título usar? Quais são as melhores opções? Aquelas que são relevantes e que geram a curiosidade no leitor de acordo com a sua própria necessidade.

Alguns exemplos são títulos com listas de dicas, passos, vantagens e desvantagens, perguntas sobre o assunto que será abordado, títulos que sugerem uma explicação (“como fazer isso” ou “entenda por que isso acontece”), entre outros tipos.

4. Dê exemplos próximos à realidade do leitor

Para o leitor, é importante que você o ambientalize no assunto, para que ele entenda o contexto e o que você pretende passar com o seu conteúdo.

Uma boa forma de fazer isso é explicando, da maneira mais didática possível, o tema do texto. Principalmente se você tiver que utilizar conceitos e vocábulos utilizados no ambiente jurídico, não deixe de explicá-los da melhor forma.

Outra dica é utilizar exemplos próximos à realidade do leitor. A técnica de “storytelling” é utilizada por vários profissionais de marketing para ter mais engajamento e conquistar uma conexão maior com o público.

Com ela, você conta histórias e consegue envolver o seu leitor com o texto, muitas vezes emocionalmente.

Porém, no caso do marketing jurídico, o storytelling demanda alguns cuidados. A OAB veda qualquer menção a demandas ou clientes. Ou seja, você não pode falar sobre casos reais em que você trabalhou, e nem nomes reais de clientes.

Em contrapartida, é possível fazer isso de maneira mais geral, sem os nomes e sem as demandas específicas. Neste caso, você pode dar exemplos semelhantes aos casos que você conhece.

Assim, por se tratar de um exemplo, é possível usar nomes fictícios, situações que podem acontecer com pessoas que têm o perfil do seu público-alvo, e assim por diante.

Ao se identificar com o seu texto, a probabilidade de você se tornar uma referência para determinado leitor é muito maior.

5. Crie uma conexão com o leitor

Por fim, seguindo todos os passos anteriores, você consegue criar uma conexão com o seu leitor, o que é um dos fatores presentes no copywriting no marketing jurídico.

Com conteúdos completos e relevantes, que despertam a atenção do leitor, juntamente com a manifestação da sua compreensão da dor existente, títulos atrativos e exemplos próximos da realidade do leitor, fica muito mais fácil criar uma conexão com o seu público-alvo e estabelecer uma autoridade.

A conexão que você conquista com o leitor é fundamental para que ele se fidelize ao seu site e até mesmo ao seu escritório. É a partir dela que ele terá o interesse em conhecer outros materiais que você oferece, em saber mais sobre os serviços que você presta e, até mesmo, o interesse na contratação e a indicação a amigos e familiares.

Focando nessa conexão, o seu copywriting tem muitas chances de ter bons resultados e ainda te deixar longe das penalidades da OAB.

Ainda não tem um site jurídico?

Uma das formas de colocar o copywriting em prática no marketing jurídico é desenvolvendo um site para o seu escritório. Além disso, ter uma página online é muito importante para que você estabeleça a sua presença online e amplie a sua visibilidade.

Embora a utilização de redes sociais e outras plataformas específicas para advogados também seja válida e interessante para o seu negócio, é no seu site onde você pode colocar as informações mais importantes sobre o seu escritório – como meios de contato, horários de atendimento, áreas de atuação e serviços oferecidos – e utilizar as técnicas de copywriting por meio de conteúdos relevantes.

No entanto, a criação de um site pode exigir muito tempo, trabalho ou dinheiro. Sabendo disso, a Justamente permite que você faça o site profissional do seu escritório em menos de 5 minutos e, o melhor, sem pagar nada por isso.

Somos uma plataforma gratuita de criação de sites, pensada por advogados e para advogados. Os sites oferecidos são feitos por programadores, web designers e desenvolvedores, o que garante total profissionalismo à página criada.

Para fazer o seu, faça um cadastro com um e-mail e senha e responda algumas perguntas sobre o seu escritório, como áreas de atuação e serviços prestados. Para finalizar, escolha o tema com cor e fonte, que podem ser alterados a qualquer momento. Veja um passo a passo detalhado deste processo nesta matéria!

Feito isso, seu site estará pronto e você já poderá divulgá-lo para seus clientes, amigos e familiares, além de colocá-lo na sua assinatura de e-mail, cartão de visitas e outros materiais.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!