Menu
Entrar Testar grátis

O que deve ter um site para escritório de advocacia?

Equipe Justamente 13/07/21

Desenvolver um site para o seu escritório de advocacia pode ser um passo importante para conseguir mais notoriedade e, consequentemente, ampliar sua cartela de clientes. Mas, afinal, o que colocar em um site para que ele chame a atenção e seja uma ferramenta útil no seu trabalho?

Ter um site intuitivo e que represente todo o potencial do seu escritório implica em entender qual é o seu público-alvo, o que você pode e o que não pode divulgar, e como reunir todas as informações necessárias para ter o melhor resultado. 

Quer fazer um site para o seu escritório de advocacia, mas não sabe por onde começar? Confira o que deve ter em um site deste tipo e veja mais dicas para concretizar a sua presença digital.

1. Escolha um domínio

Todo e qualquer site precisa ter um domínio, inclusive o do seu escritório de advocacia. O domínio nada mais é do que o endereço do seu site, e é importante que você faça uma boa escolha.

Ter um bom nome para o seu site jurídico é o primeiro passo. Uma boa dica é colocar o nome, literalmente, do seu escritório de advocacia. Assim, as pessoas que já te conhecem podem encontrar o seu site com mais facilidade.

Além disso, escolha também o final do domínio. Alguns profissionais optam pelo .adv.br, enquanto outros são mais tradicionais e ficam com o .com.br ou .com.

2. Divulgue as informações sobre o seu escritório

Lembre-se que o seu site será o seu cartão de visita digital e mais completo. Portanto, você precisa colocar as informações mais importantes sobre o seu escritório.

Coloque a sua área e endereço de atuação, maneiras de prestação de serviço, formas de contato e atendimento, entre outros dados que farão com que o seu potencial cliente te conheça um pouco mais.

Pense, também, em inserir o nome da sua equipe e um pequeno currículo de cada integrante, mostrando a qualificação dos advogados associados.

Vale a pena, ainda, contar um pouco da sua história. Se o escritório já tem anos de experiência, não oculte essa informação, principalmente se essa experiência for em uma área específica.

3. Tenha um bom design

Um bom design pode ser decisivo no momento de escolha de um cliente. É comum que as pessoas procurem por soluções profissionais na internet, e se você quiser atrair mais clientes, o seu site precisa ter a aparência de algo profissional.

Quando criar a identidade visual da página na internet, não deixe de levar em consideração as cores e formatos do seu logo ou da sua marca, se for o caso. Assim, fica mais fácil relacionar a sua empresa com o site.

Organize bem todas as informações, não deixando muitas coisas amontoadas, e nem muito espaçadas. Além disso, escolha imagens ilustrativas que fazem sentido na sua área de atuação, e que, ao mesmo tempo, façam sentido para o leitor. 

4. Invista em palavras-chave

Ao criar um site, você quer ser encontrado rapidamente em uma busca no Google, certo? Para que isso aconteça, é importante que o seu site esteja na primeira página do site de buscas – a maioria das pessoas acaba selecionando apenas os primeiros resultados, sem pesquisar muito nas páginas seguintes.

Para alcançar o resultado esperado, é fundamental que você use palavras-chave tanto na sua página principal, quanto em possíveis páginas de seções. Insira as palavras que serão usadas pelo seu público para te encontrar.

Sendo assim, se você é um advogado que atua na área trabalhista, por exemplo, você pode usar as expressões “área trabalhista”, “advogado na área trabalhista”, “direito trabalhista”, entre outras coisas relacionadas. 

Mas lembre-se de utilizá-las com cautela. Colocá-las fora de um contexto e em quantidade exagerada dá o efeito contrário: seu site pode ficar bem longe da primeira página. Portanto, use com moderação, sempre que necessário.

5. Invista na criação de um blog

Uma ferramenta muito importante para o site do seu escritório de advocacia é o blog. Quando você investe nesta ferramenta, você tem ainda mais facilidade para atrair possíveis clientes.

Enquanto na sua página principal e outras páginas você tem a oportunidade de explicar sobre o seu escritório e as áreas do seu trabalho, é no blog que você tem mais liberdade para tratar de diversos assuntos relacionados.

Além disso, quanto mais matérias você tiver, maiores são as chances de conseguir um bom rankeamento (uma boa posição no Google) e atingir mais pessoas. 

Para ter um bom resultado com o seu blog, invista em conteúdos de qualidade e que atendam o seu público-alvo. Fale sobre coisas que fazem parte da sua realidade profissional, além de utilizar uma linguagem mais simples, para que seus clientes em potencial entendam sem dificuldades.

6. Tenha um site responsivo

Ter um site responsivo significa ter um site que se adapta em diferentes telas. Atualmente, a maioria das pessoas fazem suas buscas por meio do celular, e não mais pelo computador. 

Portanto, ter uma página online que é bem vista tanto no celular, quanto no computador, é essencial para que o seu leitor passe mais tempo navegando no seu site e considere entrar em contato.

7. Cuidado com o desempenho do site

Outra dica importante é se atentar ao desempenho do seu site. Se as páginas demoram muito para carregar, o seu leitor pode desistir rapidamente de permanecer ali. Sendo assim, para que a taxa de permanência seja cada vez maior, invista em um site que seja mais ágil.

Evite carregar imagens e vídeos muito pesados. Tudo isso influencia na rapidez do carregamento da página.

O que a OAB não permite em sites de advogados

Por mais que você queira muito que o seu site cresça e seja um grande sucesso para o seu negócio, trazendo cada vez mais clientes, há algumas coisas que você não pode incluir nele.

Isso porque há uma regulamentação a respeito da publicidade para escritórios jurídicos que proíbe uma série de práticas – o Provimento nº 94/2000.

Abaixo, confira algumas restrições.

1. Sem depoimentos de clientes

Em sites de startups, por exemplo, é comum encontrar depoimentos de clientes que recomendam a empresa. 

Já nos sites de advocacia, essa prática não é recomendada. Você, enquanto profissional da área jurídica, não pode falar sobre clientes e outras demandas como forma de patrocínio.

2. Não use frases promocionais

Qualquer frase considerada promocional é proibida pelo artigo 4º do provimento. Portanto, não divulgue em seu site jurídico nenhum tipo de promoção, assim como expressões que possam persuadir o seu leitor.

3. Não divulgue preços

Outra restrição é a divulgação de preços, formas de pagamento, gratuidades ou informações semelhantes. É proibido, também, prometer bons resultados e dizer que o serviço só será cobrado se o resultado do processo for favorável.

4. Não fale sobre a estrutura física do seu escritório

No seu site, não fale sobre detalhes da estrutura física do seu escritório. Não coloque informações como dimensões, quantidade de andares, qualidades ou outros aspectos sobre o prédio que abriga o seu negócio.

Vale a pena ter um site para o meu escritório de advocacia?

Ao criar um site para o seu escritório de advocacia, você expande consideravelmente o seu alcance.

Se por meio do “boca a boca” você consegue um número razoável de clientes, no digital você permite que mais clientes em potencial conheçam o seu negócio. Lembrando que, nos dias de hoje, a maior parte das pessoas busca um produto ou serviço desejado pela internet.

Sendo assim, um site dá início à presença digital do seu escritório, aumentando cada vez mais a sua visibilidade (a depender de como você o administra) e multiplicando as suas chances de crescimento.

Outro fator que é impactado pela sua presença digital é a credibilidade do seu escritório. Quando você inclui as suas especializações, juntamente com as competências de seus sócios e demais colegas de trabalho, você mostra ao seu leitor que ele pode confiar na sua empresa.

Além disso, a criação e o desenvolvimento do blog para o site abre uma porta para que você se torne referência na educação jurídica. As pessoas podem conhecer o seu site como uma real autoridade no assunto e, quando precisarem, poderão entrar em contato.

Crie o site do seu escritório de advocacia com a Justamente!

Criando o seu site de forma independente, você precisaria da ajuda de uma série de profissionais, como designers, programadores, especialistas em SEO, redatores, entre outros, além de ter que pagar um lugar para a hospedagem da página.

Com a Justamente, você consegue criar o seu site do zero de forma gratuita. Em poucos minutos, você pode ter uma página profissional sem precisar contratar um especialista na área de desenvolvimento. É você quem comanda o seu próprio site!

Como criar um site profissional para advogados na Justamente

O processo de criação é bem simples e rápido – seu site fica pronto em menos de 5 minutos. O primeiro passo é se cadastrar na plataforma com um e-mail e senha. Você também pode usar sua conta no Facebook ou no Google, se quiser.

Depois, você deverá responder o nosso formulário com as informações sobre o seu escritório, como nome, área de atuação, entre outros dados. Além disso, você também poderá selecionar o visual do seu site, escolhendo entre diferentes fontes e temas, assim como definir o domínio.

Feito isso, o seu site já estará pronto! Você poderá encaminhá-lo para os seus clientes e inseri-lo no seu cartão de visitas.

Vale saber que, se você quiser, você pode fazer alterações no site depois de pronto.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco! Ligue para (11) 96190-0210 ou escreva para [email protected]

Veja também!