Menu
Entrar Testar grátis

O guia definitivo para o marketing digital para advogados

Equipe Justamente 27/07/21

Investir no marketing digital para advogados é uma ótima opção para divulgar o seu escritório de advocacia e conseguir ampliar a sua cartela de clientes. Embora a Ordem dos Advogados do Brasil tenha uma série de restrições relacionadas à publicidade e propaganda dos escritórios, existem algumas práticas que podem te ajudar a promover a sua empresa sem desrespeitar as normas estabelecidas.

Este tipo de marketing, também chamado de marketing jurídico, leva em conta as permissões e proibições da instituição representativa, e pode ser desenvolvido de diferentes formas, em diversos canais.

Confira agora o guia definitivo sobre o marketing digital para advogados e veja tudo o que você precisa saber para conseguir dar mais visibilidade ao seu escritório com essa estratégia!

O que é e como funciona o marketing digital para advogados?

Pode-se dizer que o marketing digital é o conjunto de estratégias utilizadas no meio digital para divulgar determinado negócio. Sendo assim, são as práticas que levam além o nome de alguma empresa, tornando-a mais conhecida e atraindo para ela mais clientes.

No caso do marketing digital para advogados, é preciso ter um pouco de cuidado. A OAB veta diversas práticas, como a propaganda direta com a intenção de captar clientes, por exemplo. Portanto, o marketing jurídico é aquele que respeita as normas estabelecidas, e que, ao mesmo tempo, consegue ampliar a visibilidade do advogado e/ou seu escritório.

Na prática, o tipo de marketing permitido para os profissionais do Direito é o Inbound Marketing, também chamado de “marketing de atração” ou “marketing de entrada”. Ele consiste na produção de conteúdos relevantes para um público segmentado, a fim de atrai-lo e convertê-lo em clientela.

Considerando que a propaganda com o intuito de captar clientes é proibida pela OAB, essa estratégia é ideal, pois, com ela, o cliente vai até o advogado, e não o contrário.

Além disso, uma das bases do inbound marketing é o marketing de conteúdo. Com as estratégias corretas, você consegue produzir um conteúdo rico, de qualidade, e que fica entre as primeiras posições do Google diante de uma pesquisa, aumentando suas chances de conseguir mais clientes.

Por que fazer marketing jurídico?

Existem várias razões para você colocar em prática o marketing jurídico. A primeira delas, e talvez a mais importante, é para que o seu escritório ganhe mais visibilidade e atraia mais clientes do que o famoso boca a boca. É claro que você ainda pode conseguir clientes por meio de indicações, no entanto, na internet, você pode atrair um público maior.

Outra razão para aderir a esta estratégia é para ter sua identidade e presença digital. Nos dias de hoje, o negócio que não está na internet praticamente não existe. Considerando que a maioria das pessoas, quando precisa de algum serviço, procuram-no na internet, é fundamental que você esteja presente para poder ser encontrado.

Além disso, o marketing digital para advogados te dá a oportunidade de se tornar uma referência e autoridade na sua área de atuação. Ao oferecer aos seus leitores conteúdos autênticos, relevantes, completos e esclarecedores, você mostra que é um profissional competente e que entende do assunto, sendo uma boa opção de contratação.

Por fim, mais um motivo para utilizar esta ferramenta é que, com ela, você reforça a sua credibilidade com quem já é seu cliente. Te acompanhando pela internet, seus clientes poderão ter certeza do seu profissionalismo e autoridade, permanecendo com você e te indicando para amigos e familiares.

Quais são as normas da OAB com relação ao marketing digital para advogados?

A OAB proíbe propagandas que tenham o objetivo de captar clientes. No entanto, o advogado ainda pode fazer anúncios e divulgar a sua marca. Ficou confuso? Vamos explicar.

A propaganda direta, que incentiva o leitor a decidir pela contratação, não pode ser feita. Porém, a publicidade informativa é permitida. Neste caso, cabe ao advogado divulgar conteúdos e materiais unicamente informativos e educativos como forma de promover o seu escritório.

É dessa forma que o inbound marketing entra em ação. Com conteúdos informativos, de qualidade e atrativos, o cliente entende a autoridade do advogado e decide pela sua contratação, sem precisar de nenhum estímulo para isso.

Ainda, em outras palavras, podemos dizer que o material oferecido pelo profissional deve ser bom o suficiente para que o cliente perceba sozinho a necessidade de entrar em contato.

Sendo assim, evite as seguintes práticas:

Essas e outras proibições você pode consultar na íntegra no Provimento 94/2000 e no Código de Ética e Disciplina da OAB.

Em contrapartida, as ações abaixo são permitidas:

Vale dizer que, para algumas práticas, o entendimento dos conselhos das cidades brasileiras pode ser diferente. Por isso, nunca deixe de confirmar junto ao conselho da sua cidade antes de realizar alguma ação.

Estratégias para divulgar seu escritório

Por mais que a OAB permita que o advogado invista no marketing jurídico e ofereça ao seu público materiais informativos como forma de divulgar a sua marca, é necessário entender como colocar isso em prática. Atualmente, o profissional do Direito tem diversas plataformas e caminhos diferentes para divulgar tais materiais e atrair mais leitores.

Abaixo, confira algumas estratégias para utilizar no seu marketing digital de acordo com os canais de comunicação.

Instagram e Facebook para advogados

O Instagram e o Facebook são duas das redes sociais mais utilizadas pelos usuários. Dessa forma, é interessante marcar presença nesses canais, uma vez que a possibilidade de atrair clientes é bem grande, além de poder reforçar a sua credibilidade com quem já faz parte da sua cartela de clientes.

Nessas redes sociais, é importante que você consiga produzir conteúdos bons, relacionados às suas áreas de atuação, mas em poucas palavras. Principalmente no Instagram, que é um ambiente majoritariamente visual, a sua ênfase tem que estar nas fotos, imagens ou vídeos.

Se você quiser, você pode colocar o seu texto nas próprias imagens, mas sempre com o cuidado de não proporcionar uma leitura maçante e chata – escolha bem as palavras, assim como sua quantidade, para permitir uma leitura dinâmica e interessante.

Algumas ferramentas que podem te ajudar nesse processo são o Canva e os bancos de imagens gratuitos. A primeira permite que você faça artes personalizadas com o seu logotipo, textos e outros elementos que você preferir, enquanto a segunda te ajuda a encontrar fotos adequadas para ilustrar os seus posts.

Além disso, você também pode fazer vídeos curtos, que contenham a informação que você quer passar de maneira simples e didática. É fundamental que os seus expectadores não tenham dificuldade para te entender. Portanto, você pode usar exemplos próximos à realidade do seu leitor, assim como uma linguagem acessível, longe do “juridiquês”.

Lembrando que as imagens a serem utilizadas devem estar de acordo com a sobriedade da advocacia. Sendo assim, não use fotos extravagantes, mas que tenham sentido com aquilo que você está transmitindo.

Canal do escritório no YouTube

O YouTube é uma das plataformas de vídeo mais utilizadas na atualidade. Criar um canal para o seu escritório na plataforma pode ser uma ótima ideia, visto que, com vídeos, você consegue se expressar melhor e explicar com mais profundidade determinado assunto.

Enquanto no Instagram e Facebook, seus posts devem ser mais curtos e com poucas palavras, no YouTube você pode abordar alguns temas com maior riqueza de detalhes, não deixando espaço para dúvidas.

Neste caso, você pode tanto fazer vídeos de poucos minutos, que podem ser vistos rapidamente pelo seu público, quanto vídeos mais longos e que expliquem melhor determinado conteúdo.

Aqui, a atenção com o seu vocabulário ainda é importante. Lembre-se de que seu público pode não entender as expressões jurídicas utilizadas por você. Por isso, tenha uma linguagem simples, mas que explique corretamente tudo o que você quer passar. Se alguma expressão jurídica for necessária em determinado ponto do vídeo, pode utilizá-la, mas não deixe de dar uma explicação.

Conteúdo jurídico no LinkedIn

O LinkedIn é uma rede social profissional, onde os usuários incluem suas competências profissionais e podem criar conexões com outras pessoas, além de seguir atividades de personalidades que são referências no mercado.

Assim como nas plataformas mencionadas acima, no LinkedIn você pode publicar textos, fotos e vídeos, de acordo com as áreas de atuação do seu escritório e com a realidade do seu público-alvo.

Além disso, você também pode ter mais sucesso em posts direcionados. Caso o seu escritório atue em causas de profissionais de determinada área, você pode apostar em conteúdos específicos. Neste caso, vale a pena criar conexões com tais profissionais.

Não deixe, ainda, de interagir com suas conexões. Curta, comente e compartilhe atividades de outras pessoas, pois, assim, suas próprias atividades podem chegar a mais usuários.

Vale saber que, quando você mantém ativo o seu perfil no LinkedIn, você aumenta a sua credibilidade, principalmente se tiver um bom networking.

Blog no site jurídico

Outra forma para divulgar um conteúdo informativo sobre áreas do direito que tenham a ver com o seu escritório é tendo um blog no seu site para advogado.

Investindo em matérias educativas, você mantém o seu leitor atualizado e pode se tornar uma autoridade. Quanto melhor for o seu material, maiores são as chances de conseguir mais clientes. Isso porque, caso o leitor seja convencido de que você realmente entende sobre o assunto, maior será a probabilidade dele entrar em contato e conversar sobre uma possível contratação.

Por essa razão, dedique-se para entregar um conteúdo excelente, de qualidade e que tire todas as dúvidas do seu leitor. Fique longe da superficialidade – não deixe de fora os detalhes essenciais e até mesmo os não essenciais. O mais importante é que as suas matérias sejam autênticas, carregadas de informação e conhecimento, e que tenham, realmente, o objetivo de deixar o leitor bem informado sobre o assunto.

Diferente das redes sociais, no blog do seu site jurídico, você não precisa se preocupar com um limite de palavras. Com certeza, é importante que o seu texto não seja tão pequeno. Porém, em compensação, quanto mais completo ele for, melhor. Por isso, não economize nas palavras, sempre se atentando à linguagem adequada.

Google Ads para advogados

Além de se empenhar em entregar conteúdos relevantes para o seu público, é necessário, ainda, se basear em práticas que ajudem o seu material a chegar até as pessoas certas. Nessa situação, o Google Ads é uma ferramenta que pode te ajudar.

Trata-se de uma plataforma que permite a compra de palavras-chave. Ou seja, comprando a palavra-chave “advogado trabalhista em Londrina”, por exemplo, seu site ficará entre os primeiros resultados de uma pesquisa que utiliza esse termo.

É interessante saber que o Google Ads pode ser uma solução bem eficaz na sua captação de clientes. Isso porque uma pessoa que pesquisa o termo “advogado trabalhista em Londrina” está muito mais perto do processo de decisão de contratação do que aquela que pesquisa sobre os direitos do empregado na rescisão de contrato de trabalho, por exemplo.

Consistindo na compra de palavras-chave, a utilização do Google Ads não é gratuita. Porém, mesmo com valores pequenos, é possível aproveitar a ferramenta e esperar por resultados proporcionais. Com o tempo, você pode ir investindo valores maiores.

Lembre-se de dar atenção à nota que o Google dá à sua campanha. Se você não atingir os 100%, veja o que você pode melhorar. Nesse caso, fique de olho no nível da experiência do usuário, na responsividade do seu site e nas taxas de permanência e rejeição.

Basicamente, entenda se o seu leitor está tendo uma boa experiência com o seu site. É fundamental que as imagens não estejam muito pesadas, para que o carregamento do site não leve muito tempo. Além disso, seu site precisa ser responsivo, isto é, se adequar a diferentes telas, como a de computador, celular e tablet.

Por fim, saiba que os conselhos de ética da OAB das cidades brasileiras têm entendimentos diferentes sobre a utilização do Google Ads no marketing digital para advogados. Para não correr o risco de ser punido, não esqueça de confirmar a norma vigente na sua cidade antes de investir na ferramenta.

E-mail marketing

O envio de e-mail marketing consiste no acompanhamento do seu leitor. Você o acompanha, mesmo depois de já ter saído do seu site, enviando-lhe outros conteúdos relevantes e que possam interessar.

Quando um visitante do seu site se interessa pelo seu conteúdo e se inscreve na sua newsletter, ele voluntariamente te fornece o seu e-mail (pessoal ou não). A partir disso, você pode, em uma certa frequência, encaminhar a ele e-mails com conteúdos relativos aos que estão no seu blog.

Dessa forma, você pode criar uma memória no seu leitor – fazer com que ele se lembre de você em determinada situação -, além de construir a sua autoridade para com ele.

Tenha um cuidado especial quando for encaminhar os e-mails marketing. A OAB proíbe o envio deste tipo de material a quem não se inscreveu voluntariamente no seu site. Portanto, faça o envio apenas aos leitores que realmente te forneceram os seus respectivos e-mails.

O que fazer para ficar entre os primeiros resultados no Google?

Depois de saber em quais plataformas você pode desenvolver o marketing jurídico do seu escritório, é importante que você conheça algumas ações que podem te ajudar a ter mais sucesso no procedimento. Afinal, de nada vale ter conteúdos extremamente ricos e educativos no seu site e não ter nenhum leitor.

O uso do Google Ads já é uma das estratégias que pode te ajudar com isso. Relembrando: com ele, você compra palavras-chave e pode ficar entre os primeiros resultados de pesquisas no Google, ampliando consideravelmente o seu alcance.

Porém, se você não quiser ou não tiver condições de investir em uma ferramenta paga para isso, você pode tentar ser encontrado de forma orgânica, usando técnicas como o SEO (Search Engine Optimization ou, em tradução livre, Otimização para Mecanismos de Busca).

Ser encontrado de forma orgânica significa que o seu visitante chegou ao seu site mesmo sem você ter investido dinheiro em alguma ferramenta. O SEO te ajuda nisso, uma vez que, como o próprio nome diz, otimiza o seu site para ser encontrado pelo Google com mais facilidade.

Um dos fundamentos do SEO é o conteúdo de qualidade. Um material completo, autêntico e original, e que responda a tudo o que o seu leitor procura é um fator que influencia na sua posição nos resultados de pesquisas.

Outro pilar muito importante é a utilização de palavras-chave. Se você quiser ser encontrado em uma pesquisa que usa uma palavra-chave específica, você deve inclui-la no seu material. Principalmente no blog, onde você terá as matérias informativas, não deixe de utilizar as palavras-chave necessárias, assim como sinônimos e expressões semelhantes, que tenham o mesmo sentido.

Uma plataforma gratuita que pode te ajudar nesse processo é o Google Keyword Planner. Com ele, você pode pesquisar as palavras-chave associadas às suas áreas de atuação, assim como as expressões relacionadas e que têm maior volume de busca.

É importante que você faça isso com moderação. O uso exagerado e sem sentido da palavra-chave pode ter o efeito contrário, trazendo prejuízos para o seu site. Use as palavras-chave de maneira adequada, evitando um texto forçado, repetitivo e cansativo de ser lido.

Se a expressão não couber em determinado lugar, simplesmente não a coloque. O seu objetivo é oferecer uma matéria fluida, com fácil leitura e interpretação, e que deixe o leitor bem informado sobre aquilo que ele procurava.

Tome cuidado também para que os seus conteúdos – tanto as matérias do blog, quanto os conteúdos presentes em outras plataformas – tenham a palavra-chave em seus títulos e intertítulos, imagens que estejam nomeadas adequadamente, e links internos e externos, que levem para outras matérias suas ou fontes confiáveis, como leis, notícias oficiais, pesquisas e estudos, entre outros.

Como fazer um site para advogado?

Se você pensa em ter um blog para compartilhar conteúdos ricos e completos, uma boa alternativa é ter um site para advogado. Além de te ajudar com o marketing jurídico, você também cria a sua presença digital e oferece aos seus clientes uma página séria e compatível com o seu profissionalismo.

Apesar disso, pode não ser tão fácil ter um site bom e que atenda todas as suas necessidades enquanto advogado. Normalmente, isso pode ser bem caro, não sendo compatível com o seu caixa disponível, ou bem trabalhoso, principalmente se você não tiver as qualificações necessárias para este tipo de criação.

Se esse for o seu caso, uma boa opção para você é a Justamente, uma plataforma gratuita de criação de sites e específica para advogados. Com ela, você consegue criar um site em menos de 5 minutos, e ainda ter uma página séria e profissional.

A Justamente foi criada por advogados e oferece sites feitos por programadores, web designers e desenvolvedores, além de serem responsivos, terem ótima usabilidade e estarem de acordo com as normas da OAB com relação ao marketing digital para advogados. O melhor é que você não precisa pagar nada por isso.

Para fazer o seu site com a Justamente, basta fazer um cadastro com um e-mail e senha e responder algumas perguntas sobre o seu escritório, como áreas de atuação e serviços prestados. Para finalizar, é só escolher o tema com cor e fonte, que podem ser alterados a qualquer momento.

Feito isso, seu site estará pronto e você já poderá divulgá-lo para seus clientes, amigos e familiares, além de colocá-lo na sua assinatura de e-mail, cartão de visitas e outros materiais.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco! Ligue para (11) 96190-0210 ou escreva para [email protected]

Veja também!