Menu
Justamente
Entrar Criar site

Lives nas redes sociais: como fazer no marketing jurídico

Equipe Justamente 07/04/22

As lives nas redes sociais consistem na interação em tempo real com usuários por meio de transmissões ao vivo. Ou seja, trata-se de um evento em tempo real, transmitido para seguidores do perfil.

Hoje, as principais redes sociais oferecem recursos para transmissões ao vivo. Além disso, o serviço está disponível para todos os usuários das plataformas, com exceção do YouTube, que exige certos requisitos.

No marketing jurídico, as lives também podem promover conteúdos ricos, além de facilitar a interação com seguidores. Confira as etapas essenciais para fazer as transmissões nas redes sociais.

Como advogados devem fazer lives nas redes sociais?

Os advogados podem fazer lives nas redes sociais, incluindo outras publicações em vídeo. Desse modo, os seguidores conseguem assistir e interagir com os conteúdos jurídicos publicados.

Entretanto, a divulgação de vídeos e a transmissão ao vivo possuem regras no marketing jurídico. Elas estão presentes no Provimento 205/2021, documento criado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para orientar a publicidade jurídica.

Em resumo, o documento libera a realização de transmissões ao vivo, desde que os advogados não utilizem casos concretos ou façam a apresentação de resultados processuais.

Além disso, as lives, assim como os demais conteúdos do marketing jurídico, devem ser informativos e educativos. Ou seja, os advogados não devem mercantilizar a advocacia ou fazer captação de clientela nos posts.

O Provimento também indica que, nas ações de marketing jurídico, os profissionais respeitem a discrição e a sobriedade presentes na advocacia. Por isso, é fundamental tomar cuidados com relação à linguagem e comunicação no vídeo.

Considerando estas regras, os advogados conseguem produzir lives nas redes sociais e interagir com os seguidores. Veja as etapas para produzir as transmissões com maior qualidade nas plataformas.

1. Considere os recursos das redes sociais para fazer lives

As redes sociais oferecem ferramentas para aprimorar as transmissões ao vivo. Dessa forma, os usuários conseguem aplicar filtros que melhorem a incidência de luz na gravação, por exemplo.

Além disso, há recursos para programar títulos e hashtags, e adicionar ao vídeo ao vivo. No Instagram, os advogados conseguem fazer testes privados para evitar erros durante as lives.

Para fazer uma live no Instagram, basta acessar o aplicativo, clicar no botão “+” e, depois em “Transmitir ao vivo”. Na tela seguinte, você verá recursos, como inserir títulos e horário de início. Depois, basta clicar no botão ao centro da tela para iniciar a transmissão. Veja um exemplo:

No YouTube, os advogados e escritórios têm acesso ao YouTube Studio – um painel com funções completas para produzir transmissões ao vivo personalizadas. Entretanto, o recurso é liberado apenas para perfis com mais de 1 mil inscritos.

Na plataforma de vídeos, é possível programar o horário da transmissão, incluindo título e descrição. Nesta etapa, vale a pena incluir palavras-chave que contribuam para as estratégias de SEO.

Há também outros recursos para interagir com espectadores no bate-papo, como é liberado no Instagram. Por isso, escolha a plataforma que atenda ao planejamento de marketing e teste as ferramentas disponíveis.

2. Tenha equipamentos para capturar áudio e vídeo com qualidade

Os dispositivos escolhidos pelos advogados para fazer as lives também são fundamentais. A partir deles que as gravações serão transmitidas com qualidade nas redes sociais. Além disso, a velocidade da internet precisa ser estável para evitar quedas ao vivo.

Para fazer as transmissões em redes sociais, como no Facebook e no Instagram, o uso do smartphone é essencial na captura do áudio e do vídeo. Entretanto, saiba que eles não precisam ser dispositivos de última geração.

Os advogados que estão dando os primeiros passos no marketing jurídico devem avaliar o orçamento antes de comprar dispositivos avançados. Por isso, preocupe-se apenas em capturar materiais com boa qualidade.

Quer aprimorar as gravações? Os advogados podem investir em equipamentos de luz, como o ring light, que funciona como um suporte e iluminador na transmissão. Conheça outros itens para aprimorar os seus conteúdos!

3. Determine o tema e método de abordagem da live

Após aprender um pouco mais sobre as redes sociais e as ferramentas para gravar lives, chegou a hora de escolher o assunto que será abordado no vídeo.

Nesta etapa, você deve priorizar temas que façam parte das suas áreas de atuação ou que estejam próximos a elas. Assim, é possível planejar uma live com diversas formas de abordagem.

Além de explorar temas dos quais possui conhecimento, os advogados podem aproveitar temas sazonais e explicá-los na transmissão ao vivo. Os especialistas em Direito Tributário, por exemplo, podem fazer transmissões sobre determinados impostos públicos, como o IPTU.

Alguns conteúdos jurídicos possuem certa complexidade. Nesse sentido, os advogados precisam encontrar formas de apresentá-los de forma simplificada para o público, com exemplificações e abordagens simplificadas.

Os espectadores também podem ter dúvidas que acabam não sendo incluídas no roteiro inicial da live. Nesses casos, você pode respondê-las durante a transmissão, sempre respeitando as regras da publicidade jurídica.

4. Chame convidados para o bate-papo ao vivo

A live no YouTube ou em outras redes sociais pode contar com a participação de outros advogados. A parceria é um caminho para quem deseja ter credibilidade, mas também buscar influência na plataforma.

A colaboração entre advogados de áreas de atuação próximas costuma enriquecer ainda mais as transmissões ao vivo. Entretanto, é importante que os profissionais organizem, antes da live, um roteiro sobre os assuntos que serão abordados.

Outro fator importante está na forma que a live será conduzida. Enquanto algumas transmissões são feitas como uma conversa, outras ocorrem em um padrão semelhante a entrevistas.

Em resumo, o bate-papo deve ser conduzido da maneira que os advogados acharem melhor. No entanto, a conversa precisa seguir as regras presentes no Provimento e no Código de Ética e Disciplina da OAB. Não esqueça!

5. Divulgue a transmissão com antecedência

Assim que estiver com a live agendada, o advogado ou o perfil do escritório precisam divulgá-la para os seguidores. Esta etapa é essencial para atrair o público e fazer com que ele assista à transmissão.

O material de divulgação da live precisa trazer o tema abordado, a data e o horário, canal da transmissão e a presença de convidados, se houver.

Para desenvolver as artes que serão publicadas nos canais, os advogados conseguem usar ferramentas gratuitas, como o Canva e o Figma. Na legenda, não esqueça de inserir algumas hashtags (#) sobre o tema da live.

De acordo com a rede social, os advogados conseguem criar diferentes tipos de posts. Entre as opções estão pequenos vídeos com chamadas sobre a transmissão ao vivo.

6. Interaja com os seguidores ao longo da transmissão

Como dissemos acima, outras áreas do assunto podem ser abordadas na transmissão a partir da interação com os seguidores. Por este motivo, você deve acompanhar o engajamento durante a live.

Os comentários enviados por quem está assistindo podem ser utilizados para enriquecer ainda mais a transmissão. Além disso, trata-se de uma forma para flexibilizar os assuntos abordados e deixar o vídeo mais dinâmico.

A audiência da transmissão também pode ser um termômetro sobre o tema da live. Por isso, não deixe de acompanhar as reações e identificar os índices de interação com o vídeo. Assim, é possível adaptar as próximas transmissões conforme a aceitação do público.

Por que incluir lives nas estratégias de marketing jurídico?

A interação ao vivo é uma maneira de estar próximo ao público, e os advogados não devem ignorar esta possibilidade. Além disso, estamos falando de um caminho para orientar os seguidores e divulgar conhecimentos.

Em posts programados, nas redes sociais ou em blog, os leitores podem se dispersar com maior facilidade. Enquanto, nas transmissões ao vivo, os advogados podem interagir em tempo real com os comentários.

A apresentação de lives também contribui para a desenvoltura do próprio advogado. Nas transmissões, ele pode trabalhar formas de se expressar e exemplificar os temas abordados.

Por último, mas não menos importante, está a possibilidade de trazer credibilidade para os serviços jurídicos. Mesmo que eles não possam ser oferecidos em posts e transmissões, a presença do advogado nas lives tende a gerar maior confiança do público.

Crie um site para ampliar a visibilidade do escritório na internet

As lives e posts nas redes sociais são formas importantes de chamar a atenção do público. Entretanto, as publicações precisam ser feitas junto com outras estratégias, como a criação de um site jurídico.

Por meio da página, o escritório pode ampliar a presença online e chegar até um número maior de pessoas. Com a Justamente, você cria um site em até 5 minutos para apresentar os seus serviços jurídicos.

Temos uma plataforma fácil e prática para atrair visibilidade online. Para começar, faça um cadastro gratuito com e-mail e senha. Em seguida, responda algumas perguntas sobre o escritório.

Você ainda pode escolher o tema do site e outros itens, como cores e fontes. Em poucos minutos, o site jurídico estará no ar, e você poderá incluí-lo em cartões de visita, redes sociais e compartilhá-lo com pessoas próximas.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!