Menu
Justamente
Entrar Criar site

Landing Pages para sites de advocacia: como criar

Equipe Justamente 05/01/22

Você já deve ter ouvido falar sobre Landing Pages, certo? Essas páginas consistem na captura de contatos. Desse modo, as empresas conseguem manter relações e enviar materiais personalizados para potenciais clientes.

No marketing jurídico, a criação de Landing Pages também é indispensável. No entanto, existem regras fundamentais para criar as páginas e aproximar-se de possíveis clientes.

Enquanto outras empresas podem oferecer serviços de maneira explícita, escritórios de advocacia precisam desenvolver páginas informativas ou educativas, que sirvam para orientar os leitores.

Quer saber como criar as melhores páginas de captura de clientes para o site do seu escritório? Veja abaixo o passo a passo para desenvolver uma Landing Page para marketing jurídico e conheça mais sobre a estratégia.

O que é uma Landing Page?

O termo Landing Page significa “página de destino” em língua portuguesa. Ou seja, o objetivo é atrair clientes até um conteúdo e, junto, oferecer uma solução para determinado problema. Para isso, o visitante deve informar alguns dados que facilitem o contato da empresa e o envio do material personalizado.

Os contatos cadastrados na página (e-mail e telefone) podem favorecer o oferecimento de serviços. Além disso, eles também acabam sendo uma maneira de montar bases para o disparo de e-mails e conteúdos personalizados.

O principal objetivo das Landing Pages é despertar o interesse dos visitantes. Dessa forma, eles irão se cadastrar para saberem mais sobre produtos e serviços. Os conteúdos das páginas de captura devem ser objetivos e chamar a atenção.

Como criar Landing Pages para sites jurídicos?

As Landing Pages devem integrar as estratégias de marketing digital jurídico. Neste caso, os advogados devem seguir algumas regras antes de desenvolverem tais páginas. Segundo o Provimento 205/2021, que orienta a prática do marketing jurídico, os conteúdos não podem configurar, de maneira explícita, a captação de clientes.

Assim, a criação de conteúdo deve prezar apenas por conteúdos informativos e educativos. Na hora de criar uma Landing Page, lembre-se de evitar termos que configurem a mercantilização dos serviços jurídicos.

Quer descobrir como criar uma página para capturar clientes dentro do site do seu escritório? Veja abaixo dicas indispensáveis para desenvolver as melhores Landing Pages para o marketing jurídico.

1. Apresente temas relevantes na Landing Page

Como mostramos há pouco, a criação de Landing Pages para serviços jurídicos deve seguir algumas regras. Por isso, é necessário ter um cuidado maior no desenvolvimento dos conteúdos.

Em suma, você deve focar na apresentação de temas que costumam despertar dúvidas nos leitores e que sejam as especialidades do seu escritório. A partir disso, você pode explicar possíveis respostas e colocar os seus serviços à disposição.

O direito trabalhista, por exemplo, é uma área da advocacia que ajuda trabalhadores e empresas a lidarem com questões jurídicas. Em uma Landing Page, você pode explicar, de forma breve, como se dão as indenizações do rompimento de um contrato trabalhista.

Em um segundo momento, você deve informar que existem diversos outros pontos sobre a área e, por fim, se colocar à disposição para esclarecer possíveis dúvidas do visitante. Desse modo, os interessados podem se cadastrar pelo formulário que estiver disponível na página.

2. Seja objetivo

A Landing Page é uma página do seu site, mas ela tem um papel diferente das demais. Ela tem a missão de atrair visitantes para que eles inscrevam-se no formulário disponível. Por isso, não é indicado que ela tenha longos trechos de textos.

Os conteúdos presentes neste tipo de página precisam ser breves e diretos. Desse modo, você pode separar os assuntos por tópicos ou até mesmo produzir descrições objetivas em poucas linhas.

Uma alternativa indispensável é adicionar títulos e subtítulos que expliquem, com clareza, os trechos da Landing Page. Isso permite que os visitantes também localizem as partes da página de forma ágil.

Portanto, não trabalhe com parágrafos longos. Neste caso, vale aquele famoso ditado: menos é mais.

3. Escolha imagens e ilustrações

Outra forma de chamar a atenção dos leitores está na utilização de ilustrações. Dessa forma, você desenvolve Landing Pages com quebras visuais, deixando o layout organizado e agradável para os visitantes.

As ilustrações inseridas à página também podem transmitir a ideia pretendida pela página. O texto é uma peça-chave para o desenvolvimento da Landing Page, mas imagens e itens ilustrativos permitem a assimilação de ideias de forma rápida.

Você pode encontrar as imagens e elementos ilustrativos em bancos de imagens. Por isso, não deixe de investir na escolha das melhores opções para enriquecer o conteúdo da página.

Importante! As cores e as imagens precisam seguir as regras relacionadas à sobriedade e discrição da advocacia. Então, fique atento na hora de escolhê-las.

4. Não esqueça das técnicas de SEO

As Landing Pages têm um papel fundamental na captura de leads, ou seja, os clientes em potencial. No entanto, para serem localizadas, elas também precisam seguir otimizações padrões de SEO. Assim, elas podem ser encontradas por meio dos mecanismos de busca e contribuir para as estratégias de marketing digital jurídico.

Você precisa escolher as palavras-chave que serão o foco do conteúdo na Landing Page. Dessa forma, elas ajudarão a aumentar a visibilidade em motores de busca. Mas, tenha cuidado: equilibre o uso de termos ao longo da página para evitar penalidades.

5. Desenvolva um formulário atrativo

A tarefa com maior complexidade talvez seja fazer com que os visitantes preencham o formulário da Landing Page. Embora isso não seja tão fácil, não é impossível.

Além de desenvolver textos objetivos com o auxílio de elementos gráficos, você deve selecionar um formulário que deixe o visitante à vontade para preenchê-lo.

O primeiro passo é solicitar apenas dados básicos, como nome, e-mail e, no máximo, um telefone para contato. Essas informações servirão para montar uma base de contatos e manter um relacionamento.

6. Estabeleça a linguagem de acordo com a persona

Durante a criação da Landing Page, é importante que você considere para qual persona o conteúdo será direcionado. Isso porque, a mensagem precisa estar no tom correto para chegar ao público-alvo correspondente à etapa do funil.

No marketing digital, o funil de vendas representa a jornada do usuário. Portanto, o topo é a etapa da descoberta, onde estão os visitantes que estão descobrindo uma necessidade ou problema, ainda sem buscar algum serviço.

O meio do funil é a etapa de reconhecimento, onde os visitantes identificaram um problema e já buscam uma solução, mesmo sem saber o que, de fato, pode resolver seu problema. Já o fundo do funil é a etapa de decisão de compra, onde os usuários veem o seu serviço como uma solução, têm interesse pelo seu escritório e já consideram fechar uma contratação.

Caso queira captar clientes para o topo do funil, a melhor alternativa é desenvolver uma Landing Page que responda às dúvidas gerais. Assim, os interessados podem encontrar a página e registrar o contato.

7. Escolha uma boa CTA

A sigla CTA significa “Call to action”, ou seja, “chamada para ação” em língua portuguesa. Na prática, as CTAs são aqueles botões espalhados ao longo de textos e páginas que convidam o leitor para fazer uma ação, seja ela um cadastro, a realização de um download ou uma visita até outra página.

Em Landing Pages para sites jurídicos, a CTA não pode conter orações ou expressões persuasivas, que representem autoengrandecimento ou comparação. Essa é uma regra presente no Provimento 205/2021, o documento desenvolvido pela OAB que orienta o marketing jurídico.

Portanto, evite expressões como “Consulta Grátis”, “Consulte Agora”, “Não perca esta oportunidade”, entre outras. Na hora de escolher, prefira termos como “Saiba mais”, “Entre em contato” e “Fale Conosco”.

Faça Landing Pages no site criado na Justamente!

Você pode criar Landing Pages com o plano JusPremium da Justamente. Nele, você desenvolve páginas extras para o site do seu escritório, incluindo uma área para fazer a captura de clientes com este tipo de conteúdo.

De acordo com o serviço para qual você pretende desenvolver uma página personalizada, basta desenvolver um conteúdo relevante e objetivo. Não esqueça de se colocar à disposição para ajudar o visitante no esclarecimento de dúvidas.

Assine o JusPremium e adicione Landing Pages em seu site para conseguir mais clientes. Caso ainda não tenha um site para o seu escritório, crie uma página em até 5 minutos com a Justamente. Faça o cadastro e aproveite!

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação de Landing Pages e do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!