Menu
Justamente
Entrar Criar site

Inbound Marketing para advogados: o que é e como aplicar?

Equipe Justamente 25/02/22

No marketing jurídico, uma das principais estratégias que os advogados podem colocar em prática é o inbound marketing. O termo se refere à produção de conteúdos relevantes, que têm o objetivo de atrair leitores e potenciais clientes.

Também chamado de “marketing de atração”, a finalidade do inbound marketing é exatamente esta: fazer com que o cliente vá até o advogado, e não o contrário, como funciona o marketing tradicional (outbound marketing).

Sabendo que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) tem uma série de regras quanto à divulgação dos serviços jurídicos, tanto em seu Código de Ética quanto no provimento específico sobre publicidade, o inbound marketing se destaca como um dos principais aliados do advogado para aumentar a visibilidade do seu escritório.

A seguir, saiba mais sobre o que é e como funciona o inbound marketing, e como você, advogado, pode aplicá-lo nas suas estratégias de marketing jurídico.

O que é inbound marketing?

O inbound marketing é uma estratégia de marketing que consiste na produção de conteúdos de valor em diversos formatos, como blog posts, publicações nas redes sociais, vídeos em plataformas, ebooks, podcasts, entre outros tipos de materiais.

Com essas produções, o advogado busca ser encontrado pelo cliente. Seus conteúdos ficam disponíveis para que os interessados tenham acesso e, assim, por meio do material consumido, decidam pela contratação.

Ou seja, enquanto o marketing tradicional vai até um potencial cliente e expõe um produto ou serviço a fim de fechar um negócio, o inbound marketing permite que o cliente encontre o prestador de serviço por meio dos seus materiais produzidos.

Além disso, a produção do conteúdo não é generalizada, para qualquer pessoa ou empresa. Neste caso, há um público-alvo específico, o qual se identifica com os conteúdos e, assim, reconhece a marca como autoridade no assunto.

Como funciona o inbound marketing para advogados?

Para os advogados, o inbound marketing é um grande aliado na divulgação de seus serviços prestados. No entanto, alguns cuidados são necessários.

De acordo com o Código de Ética e Disciplina da OAB e com o Provimento 205/2021, a publicidade na advocacia deve ser meramente informativa e primar pela discrição e sobriedade, sem configurar captação de clientela ou a mercantilização da profissão.

Portanto, toda e qualquer produção de conteúdo, seja para um artigo publicado no blog do seu site jurídico, para um post em redes sociais, ou até mesmo em e-mails, deve seguir essa linha.

Além do conteúdo ser de valor, útil e interessante para os clientes em potencial, no marketing jurídico ele deve ser totalmente informativo.

Expressões e ilustrações utilizadas devem ser discretas, sem cores vibrantes e chamativas, e muito menos sem tentarem tornar o leitor um cliente. Alguns exemplos de expressões a serem evitadas são “contrate agora”, “não perca essa chance”, “aproveite a promoção”, entre outros.

Vale saber que as expressões mencionadas também acabam mercantilizando a advocacia, o que também é proibido pela OAB. Sendo assim, trata-se de mais uma razão para não utilizá-las.

Além disso, algumas práticas são expressamente proibidas, como:

Você pode conferir outras práticas proibidas e permitidas pelo Provimento 205/2021 nesta matéria.

Por que o inbound marketing é tão importante no marketing jurídico?

O inbound marketing é uma estratégia muito considerada e utilizada em diversos ramos. No entanto, na advocacia, ela é ainda mais importante. Isso porque o marketing de conteúdo, totalmente associado ao inbound marketing, é a principal maneira do advogado divulgar o seu trabalho sem ferir as normas da OAB.

Se a publicidade jurídica deve ser puramente informativa, o inbound marketing é a estratégia ideal, uma vez que consiste na produção de conteúdos úteis e de valor para atrair possíveis clientes interessados.

A partir do oferecimento de materiais interessantes para o seu público-alvo, aliado às técnicas de aperfeiçoamento e otimização de página e conteúdo, você e seu escritório podem ser encontrados no Google e demais buscadores, e reconhecidos como uma referência na sua área de atuação.

Como aplicar o inbound marketing para advogados?

Para te ajudarmos a colocar o inbound marketing em prática, separamos 4 passos principais. Veja!

1. Saiba quem é o seu público-alvo

Considerando que o inbound marketing se concentra no público-alvo para a produção de conteúdos e materiais relevantes, é fundamental que o seu primeiro passo seja saber com quem você irá falar.

Normalmente, seu público-alvo terá o perfil de seus clientes atuais ou, se você for um advogado iniciante, de alguém que pode precisar dos seus serviços.

Se a sua área de atuação for direito do consumidor, por exemplo, seu público-alvo são os consumidores. No caso, é possível ter material tanto para consumidores que têm um problema a ser resolvido, quanto para aqueles que ainda não estão passando por um problema, mas que gostariam de saber mais sobre seus direitos enquanto consumidores.

Outro exemplo: um advogado trabalhista costuma atender trabalhadores registrados ou empresas em suas questões com seus colaboradores. Aqui, o público-alvo pode ser tanto as pessoas físicas com uma relação trabalhista, quanto as jurídicas com funcionários em sua folha de pagamento.

Basicamente, seu público-alvo será composto por quem irá consumir os seus serviços, de acordo com a sua área de atuação.

Além disso, conhecendo o perfil de quem pode te procurar, você também saberá quais plataformas explorar para desenvolver o seu inbound marketing.

Há públicos que usam mais o Facebook, enquanto há outros que utilizam mais o Instagram, por exemplo.

De qualquer forma, uma boa opção e que pode atingir qualquer usuário é investir em um blog no seu site jurídico. Fazendo isso, você pode ser encontrado no Google, que é o buscador mais utilizado do mundo, a partir das pesquisas dos interessados.

2. Planeje seus conteúdos

Sabendo qual é o seu público-alvo, uma boa dica é planejar a produção de conteúdo em um calendário editorial. Você pode definir os temas que serão abordados, juntamente com as datas em que eles serão publicados e as plataformas utilizadas.

Para planejar as suas pautas, isto é, os seus artigos, é preciso levar em conta os assuntos relacionados ao seu escritório e, ao mesmo tempo, ao interesse do seu público-alvo. Portanto, faça produções que interessem as pessoas que podem procurar pelos seus serviços.

Seguindo os exemplos já citados nesta matéria, um profissional que trabalha com o direito do consumidor pode ter pautas sobre os direitos mais e menos conhecidos pelos consumidores, assim como o que fazer em caso de algum problema específico.

Da mesma forma, um advogado trabalhista pode trazer assuntos como os principais direitos do trabalhador, como funciona uma rescisão trabalhista, como são as demissões sem e por justa causa, entre outros assuntos.

Uma das formas de fazer este planejamento é pensando em temas que tenham a ver com o seu escritório e que podem ser dúvidas dos seus leitores. Neste caso, você pode fazer buscas no Google (em guia anônima) para saber quais são as pautas abordadas por colegas de profissão, e ver até mesmo as sugestões do Google a partir de uma primeira palavra.

buscas-google-marketing-juridico

Outra maneira é utilizar ferramentas específicas para isso. No SEMRush, por exemplo, é possível ter ideias de temas para os conteúdos do seu blog, de acordo com os resultados presentes no Google. Saiba mais sobre o SEMRush e suas funcionalidades nesta matéria.

Mais uma ferramenta útil é o Google Keyword Planner, que te permite encontrar as palavras-chave relevantes para os serviços prestados pelo seu escritório, assim como os termos relacionados e os que têm maior volume de busca.

Diferente do SEMRush, o Keyword Planner é gratuito e exige apenas uma conta no Google para ser utilizado.

3. Produza materiais com qualidade

Finalmente, dê início à produção de conteúdo. Considere os dois passos anteriores e ofereça materiais de valor e que sejam uma resposta às dúvidas dos seus leitores.

Lembrando que o inbound marketing é o marketing de atração, é fundamental que suas produções sejam de alta qualidade, para, assim, atrair o máximo de visitantes possível.

Invista no seu conteúdo, entregando materiais completos e com profundidade. Não escreva por escrever, mas tenha como objetivo, além de atrair, auxiliar o seu leitor em seu problema.

Materiais ricos e completos são a melhor estratégia, já que demonstram que você realmente é autoridade no assunto. A partir disso, seu leitor identifica essa autoridade, e se identifica com seu escritório, o que só aumenta a chance de contratação.

Vale a pena ressaltar a importância de conversar com o seu potencial cliente na língua dele. É normal que advogados possuam um vocabulário próprio e muito técnico, porém, pessoas leigas podem não entender os termos utilizados.

Por esse motivo, abra mão do famoso juridiquês e fale a língua do seu leitor. Se precisar usar termos técnicos, não deixe de explicá-los. É essencial que você seja entendido.

4. Utilize as técnicas de SEO

Nossa última dica depois de produzir conteúdos relevantes é utilizar as técnicas de SEO para otimizá-los. Desta forma, eles serão encontrados mais facilmente no Google e demais mecanismos de pesquisa.

As principais técnicas de SEO que devem estar presentes nos seus conteúdos são:

Não deixe de conferir esta matéria para saber mais sobre essas e outras técnicas de SEO para otimizar o seu conteúdo e seu site por completo.

Ainda não tem um site jurídico?

Ter um site jurídico é uma das principais estratégias para utilizar o inbound marketing para advogados. Com ele, você pode adicionar uma página de blog e oferecer conteúdos atrativos, além de desenvolver landing pages, que também são úteis no marketing de atração.

Apesar disso, sabemos que a criação de um site pode exigir muito tempo, trabalho ou dinheiro. Por isso, a Justamente permite que você faça o site profissional do seu escritório em menos de 5 minutos e, o melhor, sem pagar nada por isso.

Somos uma plataforma gratuita de criação de sites, pensada por advogados e para advogados. Os sites oferecidos são feitos por programadores, web designers e desenvolvedores, o que garante total profissionalismo à página criada.

Para fazer o seu, faça um cadastro com um e-mail e senha e responda algumas perguntas sobre o seu escritório, como áreas de atuação e serviços prestados. Para finalizar, escolha o tema com cor e fonte, que podem ser alterados a qualquer momento. Veja um passo a passo detalhado deste processo nesta matéria!

Feito isso, seu site estará pronto e você já poderá divulgá-lo para seus clientes, amigos e familiares, além de colocá-lo na sua assinatura de e-mail, cartão de visitas e outros materiais.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!