Menu
Justamente
Entrar Criar site

Google Tag Manager no marketing jurídico: por que utilizar?

Equipe Justamente 01/02/22

O Google disponibiliza uma série de ferramentas que podem ser úteis no marketing digital. Entre elas está o Google Tag Manager, uma solução simplificada para fazer o gerenciamento de tags.

Mas por que usar o Tag Manager do Google nas estratégias de marketing jurídico? Em resumo, ele concede maior autonomia para configurar tags, e você depende menos da equipe de programadores.

Os sites podem exigir a instalação de uma série de ferramentas. Com o Tag Manager, a implementação dessas soluções dispensa alterações no código da página. Saiba mais sobre a importância do gerenciador de tags do Google!

O que é o Google Tag Manager (GTM) e como ele funciona?

Antes de apresentar o Google Tag Manager, vamos explicar um pouco mais sobre as tags e quais os motivos para que elas precisem ser gerenciadas.

As tags, assim como a tradução da palavra para a língua portuguesa, funcionam como etiquetas. Na prática, elas são scripts de códigos que acompanham as atividades dos visitantes dentro do site.

Fazer alterações em códigos dentro de sites sem o devido conhecimento pode prejudicar o funcionamento da página. Por isso, o Tag Manager do Google é ideal para unificar o código do site.

Com a implementação da ferramenta, você tem liberdade para configurar campanhas de marketing. Caso você utilize o Google Ads e o Facebook Ads, por exemplo, terá como fazer ações de remarketing.

Além dos produtos do Google e do Facebook (Meta), você pode integrar o seu site com tags de terceiros. De acordo com os códigos, é possível ter diagnósticos da página e aplicar mudanças com os resultados.

Com o GTM, o time de marketing também dependerá menos dos desenvolvedores, porque o código do site será unificado. Desse modo, a configuração de campanhas será mais fácil.

O que são os acionadores e variáveis no Tag Manager?

Junto com as tags, você deve entender um pouco mais sobre os acionadores e variáveis do Google Tag Manager. Um acionador corresponde ao disparo de uma tag. Nesse sentido, você pode configurar acionadores para visualizar as interações com uma página ou link, por exemplo.

As variáveis, por sua vez, geram condições no momento que as tags são acionadas. Desse modo, você pode definir variáveis de acordo com os seus objetivos junto ao site.

Como fazer o cadastro no Google Tag Manager?

Percebeu como o gerenciador de tags do Google é uma importante ferramenta para o seu site? A configuração da plataforma é fácil e não custa nada. Em poucos minutos, você já pode usar a solução. Veja como fazer!

Passo 1. Faça login em uma conta do Google. Em seguida, acesse o site do Google Tag Manager. Na tela inicial do gerenciador de tags, clique em qualquer área do campo “Contas”. Se preferir, clique no botão “Criar conta” para iniciar o cadastro. 

google-tag-manager-passo-1

Passo 2. Você será direcionado para a tela de criação de conta. Nela, atribua um nome para a sua conta. Depois, escolha se quer compartilhar dados de forma anônima com o Google. 

Na etapa seguinte, você deve nomear o Contêiner do gerenciador, que deve ser o link do seu site, e a plataforma segmentada. Nesse caso, você pode escolher a opção “Web”, voltada para o uso em computadores e páginas online. Por fim, clique em “Criar”

google-tag-manager-passo-2

Passo 3. Na tela seguinte, leia os termos de uso da plataforma e, caso esteja de acordo, clique em “Sim”, no topo da página.

google-tag-manager-passo-3

Passo 4. Seu cadastro estará aberto no Google Tag Manager. No entanto, aparecerão dois códigos na tela para que você conclua a integração com a ferramenta. Nas configurações do seu site, você precisará adicionar ambos de acordo com as instruções do gerenciador de tags. 

codigos-Google-Tag-Manager

Dica! Caso esteja com dúvidas sobre como fazer a integração dos códigos, o Google possui um tutorial para que você faça a integração. Veja agora!

Está com dúvidas sobre quais os motivos para utilizar o Google Tag Manager? Confira abaixo as razões para incluí-lo no marketing jurídico.

Por que usar o Google Tag Manager no marketing jurídico?

O gerenciador de tags do Google é uma ferramenta que pode ajudar nas ações de marketing, além de conceder maior autonomia para o setor responsável.

Entretanto, o Google Tag Manager possui uma série de outras vantagens para o marketing jurídico. Confira!

1. Integração com tags do Google

O Google Tag Manager faz integração com outras soluções do Google. Com o Google Analytics, por exemplo, você pode conferir inúmeras informações relacionadas ao tráfego do site.

Além disso, você tem acesso a informações sobre a origem dos acessos, incluindo os tipos de dispositivos que acessaram o site do seu escritório e de quais regiões demográficas.

Você também pode incluir uma tag para se conectar ao Google Ads. Desse modo, obtenha dados sobre conversões e as ações de remarketing. Assim, você personaliza as estratégias de marketing jurídico do seu escritório.

2. Integração com Facebook Ads

O Facebook Ads é o gerenciador de anúncios para fazer campanhas na rede social. Com o Tag Manager, você pode incluir tags da plataforma no site para acompanhar conversões e o alcance dos anúncios.

Dessa forma, observar, com maior clareza, os resultados das campanhas interligadas entre o Facebook e o site. Além disso, o Facebook Ads também integra as ações de marketing feitas no Instagram.

Por isso, a inserção de tags a partir do Tag Manager são essenciais para as campanhas realizadas nas redes sociais, principalmente para fazer estratégias de remarketing e entender os resultados de publicidade.

Importante! É válido reforçar que, de acordo com o Provimento 205/2021 desenvolvido pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o marketing jurídico deve seguir determinadas regras, como a produção de conteúdos informativos e educativos.

Por isso, fique atento na hora de desenvolver campanhas nas redes sociais para captar clientes no marketing jurídico.

3. Agilidade na rotina das equipes

Entre os benefícios do Tag Manager está a autonomia que a plataforma concede a empresas, principalmente com relação à equipe de marketing.

Com a unificação do código pelo GTM, os setores responsáveis pelas campanhas, gerenciamento de tráfego e prospecção de clientes dependem menos da equipe de desenvolvedores para implementar códigos.

Assim, os processos internos que envolvem as estratégias de marketing jurídico, neste caso, podem ser feitos com maior agilidade pela própria equipe responsável.

O Google Tag Manager também ajuda os profissionais de TI com a verificação de erros. Assim, é possível observar, na plataforma, se o site está funcionando corretamente com as tags adicionadas.

4. Compatibilidade com tags de terceiros

Hoje, existem uma série de tags disponíveis para integração no site. A partir da habilitação do Google Tag Manager, você consegue conectar a página do escritório com inúmeras delas e fazer personalizações.

Para fazer análises completas relacionadas ao tráfego e desempenho da página, por exemplo, você pode usar a tag do Adobe Analytics. Além das tags do Facebook e do Instagram, insira scripts no site para colocar anúncios no Twitter e ampliar o alcance de campanhas.

5. Acelere o seu site jurídico

Com a integração de tags pelo Tag Manager, é possível obter informações sobre as atividades dos visitantes. Por isso, você consegue observar onde aplicar mudanças para acelerar o seu site, na versão desktop e mobile.

Além disso, você pode utilizar a ferramenta do Google para disparar tags que acelerem a página, incluindo o carregamento do site em dispositivos móveis, com a tecnologia AMP (Accelerated Mobile Pages).

Você pode usar o Google Tag Manager em seu site na Justamente!

Os advogados e escritórios que têm sites na Justamente com o plano JusPremium podem usar o Google Tag Manager. Assim, é possível integrar uma tag ao site jurídico e acompanhar o desempenho da página.

Para integrar o Tag Manager ao site criado na Justamente, siga o passo a passo que mostramos há pouco. Assim que a plataforma liberar os códigos para inserir ao site, selecione e copie o trecho com as letras GTM, como na imagem abaixo.

google-tag-manager-passo-4

Em seguida, faça login na Justamente e, na página principal, vá até o espaço “Integração com Google”. Cole o código no segundo campo disponível e salve. Depois, acesse o campo “Editar site”.

Na página de edição do site, selecione a opção “Publicar” no menu superior para que as alterações realizadas no código do Tag Manager sejam validadas. Pronto, a partir disso o seu site já estará funcionando com o gerenciador de tags do Google.

google-analytics-passo-extra-5

Com a Justamente, você pode criar um site responsivo para o seu escritório de advocacia. Em até 5 minutos, tenha uma página para divulgar os seus serviços jurídicos e ampliar sua presença online. Comece agora!

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!