Menu
Justamente
Entrar Criar site

CRM no marketing jurídico: o que é e quais são os benefícios?

Equipe Justamente 20/05/22

O relacionamento com clientes é fundamental para qualquer negócio, seja ele pequeno ou grande. Por isso, as estratégias de CRM no marketing jurídico são essenciais para aprimorar o atendimento ao cliente oferecido por advogados e escritórios.

A sigla CRM significa Customer Relationship Management e consiste na centralização dos pontos de contato com clientes. Desse modo, a equipe de vendas tem uma noção completa sobre o relacionamento com leads.

Assim, é possível aprimorar a experiência do cliente com os serviços disponíveis e fidelizá-lo com maior facilidade. Entenda mais sobre as estratégias de CRM e os benefícios do sistema para o marketing jurídico.

O que é o CRM? Por que usá-lo para gerenciar atendimentos?

O Customer Relationship Management (CRM) é um sistema para gerenciar o relacionamento com o cliente. Ou seja, trata-se de uma plataforma onde ficam armazenadas informações a respeito de consumidores e leads.

Dessa forma, a equipe de vendas ou, no caso do marketing jurídico, os advogados conseguem desenvolver um atendimento personalizado e aprimorar a experiência do cliente.

As ferramentas de CRM possuem mecanismos para incluir nome, telefone, endereço, motivo do contato e andamento de solicitações. Antes de realizar um novo contato, o atendente saberá em qual etapa o cliente está posicionado para atendê-lo de forma completa.

Para implementar o sistema em empresas, existem duas opções: o software local, disponível em um servidor da empresa, ou uma opção instalada na nuvem, que pode ser acessada de qualquer lugar.

Nesse caso, o negócio deve avaliar qual opção trará benefícios para os atendimentos realizados e não afetará o orçamento. Além disso, a plataforma deve oferecer facilidades que ajudem a equipe a realizar contatos personalizados.

Hoje, os serviços precisam atender às expectativas dos clientes. Caso contrário, eles podem escolher as soluções oferecidas por outras empresas. Ter uma ferramenta de CRM contribui para a redução desse problema.

Quais são as regras para usar o CRM no marketing jurídico?

O software de CRM tem o objetivo de facilitar as vendas das empresas. Entretanto, os serviços jurídicos não podem ser entendidos como produtos à venda, como está presente no Código de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil.

Nesse sentido, os advogados não podem divulgar valores de honorários e ofertas referentes a consultorias. Além disso, os conteúdos de campanhas precisam ser apenas informativos e educativos.

Mesmo com as restrições, os advogados e escritórios conseguem utilizar ferramentas de CRM para organizar os contatos com leads. Desse modo, é possível, por exemplo, encaminhar materiais ricos ao público e fidelizá-los por meio dos conteúdos.

Contudo, espera-se que os profissionais respeitem também as normas presentes no Provimento 205/2021, o documento que orienta o marketing jurídico. Em resumo, é necessário evitar abordagens que possam caracterizar a captação de clientela ou que mercantilizam a advocacia.

O software para fazer a gestão de atendimentos também é um caminho para auxiliar nos relacionamentos do escritório. Assim como é feito em outros negócios, a plataforma precisa passar por atualizações frequentes da equipe responsável.

Agora que você já conhece as regras presentes para advogados utilizarem os sistemas de CRM, saiba mais sobre os benefícios de implementar a plataforma.

6 benefícios de usar o CRM no marketing jurídico

Já pensou em atender às demandas de potenciais clientes e, a partir das interações, fechar uma consultoria com um lead? A partir do gerenciamento com o CRM, isso pode acontecer com certa regularidade.

Além disso, a equipe de atendimento do escritório também pode oferecer um histórico completo do cliente para prosseguir com os atendimentos. Entenda mais sobre essas e outras vantagens!

1. Ofereça uma experiência personalizada ao cliente

A ferramenta de CRM armazena e, em alguns casos, coleta informações sobre os leads. De acordo com os dados, os advogados e escritórios conseguem personalizar o atendimento ao público.

Hoje, os clientes buscam um atendimento que esclareça dúvidas e seja atencioso. Nesse sentido, espera-se que os advogados e equipes utilizem as informações cadastradas no CRM para aprimorar o relacionamento.

Em alguns casos, apenas o envio de uma mensagem ficando à disposição para auxiliar em possíveis problemas já pode fidelizar o cliente.

No marketing jurídico, os advogados devem ficar atentos com relação aos métodos de abordagem. Mas é necessário também manter o relacionamento com clientes, incluindo o disparo de materiais ricos.

2. Centralização de dados com maior segurança

O software de CRM reúne as informações sobre os clientes em um único lugar. Ou seja, não é necessário construir planilhas para diferentes informações dos potenciais clientes.

Dentro da solução, é possível localizar os contatos, mas também outras informações sobre os clientes, como visitas no site e interesses de contratações.

Na ferramenta de CRM, essas definições ficam organizadas e mantidas em segurança para a consulta da equipe. Em escritórios, os advogados conseguem acessá-las para seguir com atendimentos posteriores.

Com o software localizado na nuvem, o acesso à plataforma também é feito com facilidade. Além disso, na opção local, é importante que a ferramenta também siga os padrões de segurança.

Importante! O armazenamento de informações deve ser feito com o consentimento dos clientes e leads. Então, não deixe de informá-los e garantir que os dados estão sendo protegidos.

3. Fidelização do público com materiais ricos

Quer manter o relacionamento com o público do escritório? A criação de conteúdos é uma iniciativa indispensável, ainda mais para fidelizar os clientes.

Com os artigos, ebooks e guias práticos, os leads que fazem parte da base de contatos conseguem esclarecer dúvidas e conhecer mais sobre determinadas áreas de atuação.

Por meio da ferramenta de CRM, os advogados conseguem mapear a jornada do cliente e encaminhar um material personalizado.

Mesmo que o cliente não contrate os serviços jurídicos, uma relação estará sendo firmada. Para desenvolver os materiais, sempre preze pela qualidade da produção e o uso de informações úteis e confiáveis.

Entre os pilares do marketing jurídico está a divulgação de conteúdos informativos e educativos. Logo, esse será um caminho para conduzir as ações de publicidade jurídica.

4. Acesso aos resultados de ações no marketing jurídico

O CRM permite que os advogados vejam, com clareza, os resultados obtidos na captura de leads. Nesse sentido, a ferramenta é essencial para verificar o volume de conversões do escritório.

Geralmente, as plataformas de CRM liberam relatórios para acompanhar as etapas de funil e os níveis de conversões que foram concluídos.

Esses dados são essenciais para verificar o desempenho de campanhas realizadas no marketing jurídico. De acordo com os resultados, os advogados e escritórios também conseguem aprimorar as ações que estão sendo realizadas.

Para os escritórios que trabalham com planejamentos prévios, o software de CRM contribui para o estabelecimento de metas tangíveis.

5. Valorização do escritório

Como vimos acima, o CRM no marketing jurídico pode beneficiar a experiência do cliente, porque facilita o oferecimento de atendimentos personalizados.

A partir da experiência satisfatória, os clientes contribuem positivamente para a credibilidade do escritório com comentários e indicações.

Dessa forma, outros interessados podem fazer contato com o escritório e buscar ajuda especializada. Além disso, os contatos devem ser incluídos no próprio CRM para relações futuras.

Os comentários positivos também contribuem para o reconhecimento da marca no mercado. Logo, a reputação do escritório tende a ser valorizada e fazer com que outras pessoas entrem em contato.

6. Organização no atendimento do escritório

A implementação do software de CRM no marketing jurídico também ajuda na organização do time de atendimentos, que pode melhorar o método de abordagem com as informações disponíveis.

Como mostramos há pouco, as ferramentas de gestão de relacionamento reúnem uma série de detalhes dos clientes e leads. Com base nisso, a construção de uma conversa personalizada é viável.

Contudo, vale lembrar que a equipe de relacionamento ou os advogados responsáveis devem atualizar o sistema com frequência. Isso também garante que os leads sejam mantidos e abastecidos ao longo da estratégia.

Crie um site e aprimore as ações de marketing jurídico!

A captura de leads pode ser feita com o preenchimento de landing pages nos sites jurídicos. Por isso, os advogados precisam pensar na criação da página para capturar contatos e cadastrá-los no CRM.

A partir do contato inicial, é possível mapear a jornada dos clientes e incluí-los na lista para receber conteúdos especiais. Mas, os interessados precisam concordar com o recebimento. Não esqueça!

Com a Justamente, os advogados criam um site jurídico em minutos e podem receber contatos pela página. Além disso, a página armazena uma série de outras informações para ampliar a visibilidade do escritório na internet.

Para criar o seu site, faça um cadastro com e-mail e senha. Logo depois, insira informações sobre o escritório, como serviços e áreas de atuação. Por último, escolha um tema e cores da página. Veja o passo a passo.

Em caso de dúvidas sobre a criação do site jurídico com a Justamente, entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!