Menu
Entrar Testar grátis

Como criar um site para advogado de forma fácil e rápida

Equipe Justamente 13/07/21

Criar um site para advogado é uma boa estratégia para iniciar ou ampliar a presença digital do seu escritório. Além de dar mais visibilidade ao seu negócio, você também aumenta as suas chances de conquistar novos clientes e de se tornar referência na educação jurídica.

Apesar de ser uma ótima ideia – principalmente nos dias de hoje, quando a maior parte das coisas são digitais -, a criação de uma página na web pode ou não ser simples. Dependendo do modo que você escolher para desenvolver o site, você pode ter mais ou menos trabalho.

Quer criar um site para advogado e ampliar a visibilidade do seu escritório? Saiba quais são os primeiros passos e conheça 3 opções para fazer isso!

1. Registre o seu domínio

O primeiro passo é definir e registrar o domínio do site, que é o endereço. É importante que você faça uma boa escolha, uma vez que as pessoas te encontrarão por ele.

Uma boa opção é colocar o próprio nome do seu escritório de advocacia. Assim, quem já conhece os seus serviços não terá dificuldade para te encontrar na web.

Escolha também a parte final do seu domínio. Alguns escritórios optam por utilizar o .adv.br, enquanto outros ficam com o .com ou o .com.br.

Você pode registrar seu domínio em diferentes plataformas: Registro.Br, GoDaddy, entre outras opções.

2. Defina o conteúdo do seu site

Depois de registrar seu domínio, você precisa saber o que, de fato, irá apresentar no seu site. Quais serão as informações colocadas? Você investirá em um blog para enriquecer sua página com conteúdos relevantes? Pense em tudo isso.

É importante que você fale sobre o seu escritório, sobre as áreas de atuação, formas de contato, entre outros dados que façam o seu possível cliente conhecer mais sobre a sua empresa.

Vale a pena, também, indicar os membros associados e destacar as suas especialidades, gerando mais credibilidade para o seu negócio. 

Você pode, ainda, pensar em seções para o site. Com uma página específica para cada área de atuação, você tem mais espaço para explicar sobre possíveis problemas do cidadão, assim como regulamentações sobre determinados assuntos.

3. Escolha como você fará o seu site

Com tudo isso em mente, você deve escolher como fará o seu site. Existem formas distintas de desenvolver a sua página na web: com plataformas gratuitas, contratando uma agência para a criação ou, ainda, alugando um site. 

Antes de escolher uma opção, não deixe de analisar todos os prós e contras. Em plataformas gratuitas você pode economizar um valor alto, mas, em compensação, pode não ter um site com a aparência tão profissional quanto você gostaria.

Mais abaixo, entenda melhor sobre 3 maneiras para criar um site para o seu escritório de advocacia.

4. Escolha a hospedagem

Por fim, escolha o lugar em que você irá hospedar o seu site. Dependendo da forma que você selecionar para criar o seu site jurídico, essa etapa pode não ser necessária, uma vez que a hospedagem pode estar incluída em outros processos.

A hospedagem é onde vão ficar guardadas as informações mais importantes sobre o seu site, como os códigos, os textos e as imagens, por exemplo.

Há hospedagens que oferecem serviços variados além do armazenamento dos seus dados. Você pode ter e-mails personalizados, grande ou pequeno espaço para armazenamento, um certificado de segurança – que pode ser pago à parte ou não -, entre outros benefícios.

3 formas de criar um site para advogado

Existem 3 maneiras diferentes de se criar um site para o seu escritório de advocacia. Elas variam entre si e podem ser opções válidas ou não de acordo com o seu negócio. Entenda como funciona cada uma delas.

1. Pague por um site personalizado

Uma das alternativas é você pagar alguém ou uma agência especializada para desenvolver o seu site jurídico. Com profissionais qualificados para essa atividade, você consegue ter uma boa combinação de temas, cores, formatos e fontes, proporcionando uma boa aparência para a sua página na web.

Neste caso, o seu site será único. Ele será desenvolvido de acordo com as suas preferências, com pontos exclusivos, chamando a atenção dos seus clientes em potencial.

Contudo, apesar de ser uma opção bem atrativa, é importante considerar tudo o que está envolvido. Normalmente, este tipo de criação pode facilmente ultrapassar os R$2 mil, chegando até R$10 mil ou mais. 

Principalmente se você for um advogado autônomo, no início de carreira ou que ainda não tem uma cartela de clientes concreta, são valores que podem pesar no seu faturamento. Sendo assim, pode não ser uma opção tão vantajosa ou, até mesmo, viável para você.

Além disso, pense também no prazo que levará para o seu site ficar pronto. Não é difícil encontrar profissionais ou empresas que dão o prazo de 1 mês ou até mais para o desenvolvimento do projeto. 

Portanto, analise com cuidado e veja quais são as possibilidades de acordo com o seu ramo, com sua urgência e também com o seu faturamento.

Você também pode montar sua própria equipe. É possível buscar profissionais qualificados, como programadores, webdesigners, desenvolvedores, redatores, especialistas em marketing digital e SEO, entre outros, para que eles desenvolvam o site para você.

Vale saber que essa opção também pode não ser muito barata. Além disso, você deverá investir um bom tempo procurando por profissionais realmente capacitados e que merecem a sua confiança.

2. Alugue um site

A segunda opção é alugar um site por determinado período. Algumas empresas que fazem este tipo de negócio permitem que você escolha entre os templates já prontos, e apenas envie os conteúdos que quer presentes no site.

Alugando um site, você consegue ter uma boa economia. Por mais que você tenha que pagar um valor mensal, não é nada comparado ao valor cobrado para ter um site personalizado.

Depois de pronto, seu site também é administrável. Portanto, se precisar fazer alterações, você mesmo consegue editar algum conteúdo e manter sua página atualizada.

Se por um lado, trata-se de uma opção mais barata, o ponto negativo é que o site não é seu. O prazo do aluguel normalmente é determinado, o que significa que você deve renovar para continuar com o seu site. 

Sendo assim, lembre-se de analisar este ponto também, sabendo que você poderá perder o seu domínio caso não renove o contrato.

3. Use plataformas gratuitas

Por fim, ao invés de pagar grandes quantias por um site personalizado, ou alugar um site e correr o risco de perder o seu domínio pela não renovação do contrato, você pode se aventurar e criar o seu site por conta própria.

Há algumas empresas que permitem que você mesmo crie o seu site de modo mais facilitado e barato. As plataformas gratuitas são uma boa alternativa para desenvolver o seu site em pouco tempo, sem pagar nada por isso.

Você mesmo escolherá as cores, fontes, imagens e conteúdo, assim como os plugins necessários e outras ferramentas. Além disso, você também pode ter acesso a serviços mais avançados, desde que pague um valor à parte. 

Apesar de tudo isso, é válido analisar se você, como advogado, saberá fazer todas as combinações necessárias para ter um site profissional, que mostre credibilidade, e que chamará a atenção de possíveis clientes, principalmente do Google – afinal, você quer ser encontrado no principal site de buscas da internet, certo?

Há uma opção no mercado que une facilidade, economia, rapidez e profissionalismo, e que é específica para advogados. A plataforma da Justamente é gratuita, permite que você faça o seu site em até 5 minutos e garante uma aparência profissional e de credibilidade. 

Não precisa ser expert na área de programação e webdesign, nem contratar um especialista na área. Basta responder as perguntas do formulário sobre o seu escritório para que o site seja criado.

Com a Justamente, você consegue ter um site bem feito, criado por profissionais de desenvolvimento, programação, webdesign e SEO, sem ter que pagar e sem perder seu tempo.

Além disso, você pode comandar a qualquer momento a sua página. Sempre que as informações tiverem que ser atualizadas, você pode fazer isso sem dificuldades.

O processo de criação é bem simples. Comece se cadastrando na plataforma com um e-mail e senha. Se quiser, também pode usar sua conta do Facebook ou do Google.

Depois, responda o formulário com as informações sobre o seu negócio, como nome do escritório, áreas de atuação, entre outros dados. Além disso, selecione também o visual do seu site, escolhendo entre diferentes fontes e temas, e defina o seu domínio. 

Feito isso, o seu site já estará pronto! Você poderá encaminhá-lo para os seus clientes e inseri-lo no seu cartão de visitas. Não se preocupe com a hospedagem, pois ela já está inclusa na plataforma.

Por que criar um site para advogado com a Justamente?

Ao escolher criar seu site jurídico com a Justamente, você pode, de forma fácil e rápida, ter um site próprio para aumentar a sua visibilidade e atrair mais clientes. 

A Justamente é uma plataforma específica para a criação de sites para escritórios de advocacia e que permite que você tenha um site chamativo, feito por profissionais especializados, sem exigir que você gaste um valor que pode não estar de acordo com o seu faturamento mensal.

Além de rápido, o processo de criação é muito fácil – bem diferente do que tentar fazer um site sozinho. O formulário pode ser respondido em menos de 5 minutos, ideal para a rotina corrida de um escritório de advocacia. 

Você tem total autonomia sobre a página e pode alterá-la sempre que quiser, de acordo com as suas necessidades. Além disso, você consegue ter um site que mostra credibilidade e profissionalismo sem ter que pagar por isso.

Trata-se de uma solução eficaz e prática, que não exige altos valores e nem a procura de profissionais de desenvolvimento, programação e design. É tudo o que você precisa para o site do seu escritório em uma única plataforma.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco! Ligue para (11) 96190-0210 ou escreva para [email protected]

Veja também!