Menu
Justamente
Entrar Criar site

Advogados podem fazer impulsionamento de posts nas redes sociais? Entenda!

Equipe Justamente 30/03/22

O impulsionamento de publicações nas redes sociais é uma prática comum em estratégias de marketing. Desse modo, os posts conseguem ter um alcance maior de público nas plataformas.

Este mecanismo faz parte das estratégias de tráfego pago e contribui para a visibilidade de negócios na internet. Por isso, as principais redes sociais trabalham com ferramentas próprias para impulsionar publicações.

Mas, surge a dúvida: é possível fazer impulsionamentos no marketing jurídico? A resposta é sim.

No entanto, os advogados que desejam investir neste tipo de mídia paga precisam seguir as regras presentes no Provimento 205/2021. Saiba mais!

Como funciona o impulsionamento nas redes sociais para advogados?

Na prática, o impulsionamento é feito para que mais pessoas consigam ver determinado conteúdo publicado. Eles são diferentes dos anúncios, que possuem o objetivo de comercializar serviços.

De acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a advocacia não é uma atividade comercial. Ou seja, os conteúdos relacionados ao marketing digital jurídico não podem mercantilizar os serviços.

Além disso, as campanhas e demais publicações patrocinadas não podem caracterizar a captação de clientes. Sendo assim, não é possível incluir orações com o objetivo de persuadir o leitor.

Considerando essas regras, o impulsionamento de posts feito por advogados nas redes sociais é liberado. No Provimento 205/2021, que traz as regras referentes à publicidade jurídica, cabe aos advogados desenvolverem apenas conteúdos informativos e educativos.

Por isso, o impulsionamento nas redes sociais é liberado para advogados, mas com ressalvas. As publicações não podem oferecer serviços, informar custos de honorários e ter frases persuasivas.

Seguindo essas regras, o patrocínio de postagens é liberado para advogados. Quer saber como impulsionar conteúdos em diferentes redes sociais? Confira!

Impulsionamento no Facebook: como fazer?

O Facebook está entre as redes sociais que permitem o impulsionamento de posts. Em primeiro lugar, você deve abrir uma página para o escritório na plataforma e ser um administrador. Apenas uma conta normal não permite o patrocínio do post.

Caso ainda não tenha criado uma publicação, selecione a imagem ou vídeo desejado, insira a legenda e poste o conteúdo no Facebook. Se o conteúdo já está publicado, localize-o na página da empresa.

Assim que localizar a publicação que deseja impulsionar, você deve localizar o botão “Impulsionar publicação”, como no exemplo abaixo.

Imagem: Facebook

Em seguida, é necessário escolher os filtros de alcance para a publicação, como público e localização. Por último, escolha quanto deseja investir no impulsionamento e o período ativo da ação.

Para ativar o impulsionamento, clique em “Impulsionar publicação agora”.

Imagem: Facebook

Assim que o pagamento for confirmado, a publicação será promovida e terá maior alcance. Para observar o engajamento do post, basta acessar o gerenciador de páginas do Facebook.

Com relação aos custos do impulsionamento no Facebook, eles variam conforme a definição de alcance e o período escolhido. Então, os valores serão diferentes. Verifique antes de fechar o impulsionamento.

Descubra como utilizar o Facebook Ads no marketing jurídico nesta matéria.

Como advogados podem impulsionar publicação no Instagram?

No Instagram, os advogados também conseguem impulsionar publicações para atingir mais pessoas. Hoje, a rede social está no cotidiano de diversas pessoas, o que pode proporcionar excelentes resultados ao perfil.

Com a possibilidade de publicar imagens e vídeos ao perfil, os advogados têm uma variedade de opções para impulsionar no Instagram. Por isso, vale a pena avaliar as últimas publicações e observar quais delas têm potencial para gerar engajamento.

Para “turbinar” um post, como é chamada a função no Instagram, os escritórios e advogados precisam ter uma conta empresarial. Apenas nesta opção é possível impulsionar posts na rede social.

Além disso, o patrocínio do post é feito exclusivamente por meio do aplicativo da rede social. Lá, o responsável pela conta terá os recursos para impulsionar posts e criar anúncios.

Para impulsionar o post, acesse o perfil e procure a opção “Ferramentas para anúncios”. Em seguida, os advogados precisam selecionar qual post pretendem impulsionar com a ação.

passo-1-impulsionamento-IG

Na tela seguinte, defina as metas que pretende atingir com a publicação. Dessa forma, escolha entre obter mais visitas no perfil, direcionar tráfego para sites ou receber mais mensagens no perfil.

Logo depois, os advogados precisam informar o público que a publicação deve atingir. É possível elaborar categorias de anúncios especiais ou permitir que o Instagram faça uma seleção automática.

passo-2-impulsionamento-IG

Depois, é necessário escolher o alcance do impulsionamento, período e o valor da ação. Por último, verifique as informações completas, incluindo a forma de pagamento, e impulsione a publicação.

passo-3-impulsionamento-IG

Como o Instagram faz parte do mesmo grupo do Facebook (Meta), as configurações também podem ser feitas pelo gerenciador de páginas da plataforma. Além disso, a rede social vai avaliar o conteúdo antes de impulsioná-lo.

Conheça a função Ads do Instagram para criar anúncios!

Vale a pena patrocinar posts no LinkedIn?

O LinkedIn é uma rede social para profissionais, e os advogados também conseguem patrocinar posts na plataforma. Mas vale a pena impulsionar publicações no site?

Como a plataforma é um espaço para se relacionar exclusivamente com colegas de trabalho e empresas, o impulsionamento na rede social pode aproximar ainda mais o público do escritório.

No Linkedin, existe a possibilidade de publicar artigos, enquetes e publicações com imagens e vídeos. Entretanto, o impulsionamento é permitido apenas em eventos, vídeos e publicações com apenas uma única imagem.

Para patrocinar os posts, é necessário ter um acesso como administrador da página. Assim como é feito no Facebook e Instagram, a definição de público-alvo, orçamento e período da campanha são essenciais.

O impulsionamento pode ser feito no gerenciador de campanhas ou por meio do próprio post no LinkedIn. Pelo gerenciador, é possível definir as informações completas sobre os objetivos do alcance da publicação.

É possível fazer o impulsionamento de vídeos no YouTube?

No YouTube, o impulsionamento de vídeos é um pouco diferente. Pela plataforma, é possível criar anúncios para que eles sejam incluídos nos conteúdos transmitidos no site.

Desse modo, é necessário desenvolver anúncios personalizados, que obtenham interações dos espectadores e traga destaque para os serviços jurídicos do escritório.

Então, para atrair visualizações para o YouTube, os advogados devem equilibrar a publicação de vídeos que tragam conteúdos ricos com otimizações de SEO, compartilhamentos em outras redes sociais e interações com o público.

Caso o profissional escolha desenvolver anúncios para a plataforma de vídeos, é fundamental lembrar das regras presentes no Provimento 205/2021. Não esqueça!

Por que impulsionar posts nas redes sociais?

O impulsionamento de conteúdos nas redes sociais é um caminho para ampliar a visibilidade do escritório na internet e aproximá-lo de possíveis clientes.

As estratégias com mídia orgânica também são efetivas, mas a longo prazo. O patrocínio de posts pode proporcionar um alcance maior e atrair mais pessoas para os conteúdos.

Com o equilíbrio entre ações orgânicas e pagas, os advogados e escritórios têm maiores chances de serem notados. Mas, com o patrocínios de posts, o negócio pode dar os primeiros passos para atingir uma parcela maior de pessoas.

A partir disso, os índices de engajamento com as publicações tendem a crescer. Por isso, não deixe de avaliar o impulsionamento de posts em sua estratégia de marketing jurídico.

Invista na presença online do escritório com um site jurídico!

Além das ações para aumentar a visibilidade de posts nas redes sociais, os advogados podem trazer destaque para o escritório nos mecanismos de busca, como o Google, com um site responsivo.

Com a Justamente, você pode criar uma página para apresentar os serviços jurídicos na internet e obter maior presença no ambiente online. E o melhor: o processo leva apenas 5 minutos.

Para começar, faça um cadastro com e-mail e senha. Em seguida, insira informações do escritório, como áreas de atuação e serviços jurídicos. Depois, escolha as cores, temas e fontes da página. Conheça o processo!

Além disso, com o plano JusPremium, você pode aprimorar o site do escritório com posts ilimitados no blog e utilizar ferramentas para monitorar o tráfego e interações do site. Saiba mais!

Se houver dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!