Menu
Justamente
Entrar Criar site

Advogado online: como apresentar serviços jurídicos na internet?

Equipe Justamente 07/04/22

A era digital já não é mais nenhuma novidade. A contratação de serviços online é cada dia mais comum, e no mundo jurídico isso não é diferente. Principalmente nos anos de 2020 e 2021, a busca por advogado online multiplicou, e isso aponta para uma nova tendência: a advocacia remota.

Muitas vezes, a prestação dos serviços jurídicos de forma online é possível e ainda traz benefícios tanto para o advogado, quanto para o consumidor – as consultas não exigem deslocamento e podem ser feitas de qualquer lugar, em qualquer horário que seja adequado para os dois lados; há mais agilidade no atendimento (a depender do advogado), e o cliente ainda pode contratar advogados de outros estados, se assim preferir.

A seguir, entenda mais como você pode desenvolver o seu escritório digital para oferecer aos usuários serviços de advogado online e expandir a sua cartela de clientes.

O que faz um advogado online?

O advogado online pode ser encontrado por um possível cliente 24 horas por dia. Independente de onde ele estiver, pela internet, seu escritório é encontrado e pode chamar a atenção dos consumidores que precisam de serviços jurídicos.

Sendo assim, o profissional do Direito que trabalha na internet aumenta consideravelmente suas chances de conquistar mais clientes, principalmente quando ele não atua apenas em uma região específica, mas também aceita pessoas de outras cidades e estados.

Por mais que alguns serviços jurídicos possam exigir a presença física do advogado, como audiências presenciais, ainda é possível oferecer outros tipos de serviços de forma digital, como consultas e acompanhamento de casos que podem ser resolvidos de maneira remota.

A OAB permite a atividade de um advogado online?

Sim, o advogado pode, pela Ordem dos Advogados do Brasil, oferecer serviços online e atender seus clientes de forma remota, proporcionando praticidade para os consumidores e rapidez e agilidade no atendimento.

O que a OAB proíbe é a consulta jurídica gratuita pelos meios de comunicação. Portanto, você pode, sim, responder a comentários nos artigos do seu blog, ou nos posts das suas redes sociais, mas não a ponto de se tornar uma consulta jurídica.

O ideal é que se marque um horário entre o advogado e o interessado, para que haja a consultoria e o esclarecimento de dúvidas. Com o isso, o profissional oferece um serviço totalmente personalizado, considerando o caso presente e suas implicações, sem generalizações.

Como oferecer serviços jurídicos na internet?

Sabendo que os serviços jurídicos oferecidos de forma online pelo advogado podem trazer muitas vantagens para os clientes e também para o profissional, é interessante saber como, de fato, colocar isso em prática e acelerar o crescimento do seu escritório.

Por isso, separamos algumas dicas para te ajudar nesse processo. Confira!

1. Invista em uma boa internet

Se você pretende trabalhar e atender seus clientes de forma online, é fundamental que você tenha uma boa internet. Verifique quais são as empresas que oferecem este tipo de serviço na sua região e, de preferência, procure saber qual delas tem o melhor sinal.

Muito provavelmente você fará videoconferências, o que exige uma boa conexão. Portanto, dê atenção a este fator.

2. Escolha boas ferramentas para conversar com seus clientes

Ao não atender os clientes no seu escritório, você terá que ter boas opções de atendimento virtual. Para videoconferências, por exemplo, é possível utilizar o Zoom, o Google Meet, o Microsoft Teams, Skype, entre outras opções.

Já caso você queira conversar por texto ou áudio, os aplicativos de mensagens também servem, como o WhatsApp, o Telegram, o Messenger, e até o próprio Skype.

Vale a pena conhecer cada um deles e saber qual ou quais te atendem da melhor forma.

3. Seja versátil quanto ao atendimento

Além de conhecer as plataformas para ter contato com o seu cliente, é interessante, ainda, que você tenha flexibilidade. Há clientes que podem preferir determinada ferramenta, enquanto outros preferem outra opção, seja por facilidade de uso, conhecimento da ferramenta, ou por qualquer outro motivo.

Por isso, dê algumas opções aos seus clientes. Você não precisa ter um canal único para contato, mas pode atender de formas diferentes.

Neste caso, deixe claro quais são as suas formas de atendimento, indicando todas as ferramentas que seus clientes podem usar para ter uma consulta jurídica com você.

4. Reúna os recursos necessários para o trabalho online

Para um advogado online, alguns recursos são necessários. Não apenas uma boa internet e plataformas que possibilitem o seu atendimento, mas equipamentos que facilitarão a sua rotina.

Escolha um bom computador, que suporte os possíveis softwares que você pretende ou precisa usar, e um bom celular também. Esses dois aparelhos são necessários para que você converse com o seu cliente – no caso, os atendimentos podem ser tanto pelo computador, quanto pelo celular, o que for melhor para você.

É interessante, também, que esses dispositivos tenham uma boa câmera, para que o seu cliente possa te ver bem em videoconferências, ou até mesmo em audiências virtuais.

Além da câmera, preocupe-se também com um bom fone de ouvido e, principalmente, um bom microfone. Assim como você precisa ouvir bem os clientes, eles também precisam te ouvir, sem interferências e de maneira clara.

Por fim, outro aparelho que pode te ajudar no seu dia a dia é uma impressora com ou sem scaner, já que existem aplicativos para celular que fazem este tipo de serviço.

5. Saiba como guardar os documentos do escritório

É comum que os advogados tenham muitos e muitos papéis. Além dos contratos com os clientes, há documentos relacionados aos casos, procurações, documentos pessoais do próprio advogado (certificações, diplomas, carteira da OAB e mais), entre outros papéis.

Você pode, se quiser, guardar a versão física de todos os documentos em posse do seu escritório e organizá-los muito bem em um arquivo, facilitando a busca quando necessária. Porém, um advogado online pode utilizar a tecnologia em seu favor e montar um arquivo digital.

Uma das alternativas é organizar os documentos em pastas em seu próprio computador, mas sempre fazendo um backup e guardando-o em outro lugar, para evitar perdas. Outra solução que pode ser ainda melhor, dependendo do ponto de vista, é a organização em nuvens, isto é, pastas virtuais, como o Google Drive, One Drive, DropBox, iCloud Drive, entre outros.

Desta última forma, você consegue acessar os documentos de qualquer lugar, desde que haja conexão com a internet.

6. Tenha uma plataforma de assinatura digital

A rotina jurídica envolve um grande número de assinaturas. Na advocacia remota, um bom software de assinaturas eletrônicas pode te ajudar a evitar o deslocamento para colher as assinaturas necessárias.

Este tipo de software ajuda não apenas a você, que tem diversos documentos a assinar, como também os seus clientes, que poderão assinar contratos e outros papéis necessários de forma digital, sem dificuldades.

Apesar disso, ainda existem os documentos que devem ser assinados pessoalmente e com reconhecimento de firma. Em casos como este, você mesmo pode se dirigir até os locais adequados, assim como contar com o auxílio de um motoboy ou serviços semelhantes.

Aqui, lembre-se de que o sigilo é extremamente necessário. Portanto, utilize envelopes lacrados, com toda a segurança necessária.

7. Separe um espaço adequado para o seu trabalho

Caso você seja um advogado que recebe clientes em seu escritório e, ao mesmo tempo, faz atendimentos online, você já tem um espaço adequado para desenvolver as suas atividades.

Já se você optou por ser um advogado exclusivamente online, você pode ter um escritório, como uma pequena sala alugada, ou trabalhar no modelo home office.

Ao trabalhar da sua própria casa, é altamente recomendado que você tenha um espaço próprio para atender seus clientes, estudar os casos e processos, e realizar as demais atividades da sua rotina jurídica.

Fazendo isso, você pode ter mais concentração e consegue separar sua vida pessoal do seu trabalho.

Neste caso, é válido manter todas as coisas relacionadas ao seu dia a dia do escritório reunidas em um único lugar, para ter mais praticidade e não ter que ir de um cômodo a outro para pegar determinado documento, por exemplo. Todavia, organize-se de acordo com a disponibilidade do seu espaço.

8. Aposte no marketing jurídico

Finalmente, o marketing jurídico é um fator fundamental e que não pode faltar na rotina de um advogado online. Principalmente se você for um advogado ainda em início de carreira e pretende ter mais visibilidade na internet para atrair mais clientes, o marketing digital precisa estar nos seus planos.

Existem diversas estratégias que podem te ajudar a desenvolver o marketing jurídico do seu escritório. Algumas delas são a criação de um site jurídico, compartilhamento de conteúdos relevantes em um blog e redes sociais, investimento em mídia paga, entre outros.

Neste caso, é importante sempre estar atento às normas da OAB sobre a publicidade jurídica. O advogado pode fazer propaganda para divulgar seu escritório e os serviços prestados, porém, deve seguir as regras estabelecidas, evitando penalidades da instituição máxima.

Duas das coisas mais importantes que você deve colocar em prática no seu marketing jurídico é a criação de um site e a divulgação de conteúdos informativos.

Resumidamente, ter site é fundamental para qualquer advogado, principalmente o que escolhe trabalhar de forma exclusivamente online. A página é a sua presença digital, essencial para que seus clientes te encontrem.

A divulgação de conteúdos, por sua vez, também é responsável por trazer mais pessoas ao seu site. Com artigos relevantes para o seu público-alvo, você pode ser reconhecido como uma autoridade e referência na área, aproximando seus visitantes do processo de contratação – mesmo que seja somente para uma consultoria.

Em nosso blog, temos diversas matérias que podem te ajudar muito no desenvolvimento do marketing digital do seu escritório. Confira, também, o guia definitivo para o marketing digital para advogados.

Como criar um site para seu escritório online?

Como já vimos, ter um site jurídico é indispensável para o advogado que quer oferecer seus serviços exclusivamente – ou não – de forma online.

É nele que você colocará todas as informações mais importantes sobre o seu negócio, indicando as áreas de atuação, serviços prestados, formas de atendimento, conteúdos relevantes para o seu público, entre outros dados.

Sendo uma parte tão importante para qualquer negócio, é normal que o desenvolvimento de um site não seja uma tarefa tão simples. Sites profissionais totalmente personalizados podem exigir muito tempo, trabalho ou dinheiro para serem feitos.

Sabendo disso, a Justamente permite que você faça o site profissional do seu escritório em menos de 5 minutos e, o melhor, sem pagar nada por isso. Somos uma plataforma gratuita de criação de sites, pensada por advogados e para advogados.

Os sites oferecidos são feitos por programadores, web designers e desenvolvedores, o que garante total profissionalismo à página criada.

Para fazer o seu, faça um cadastro com um e-mail e senha e responda algumas perguntas sobre o seu escritório, como áreas de atuação e serviços prestados. Para finalizar, escolha o tema com cor e fonte, que podem ser alterados a qualquer momento. Veja um passo a passo detalhado deste processo nesta matéria!

Feito isso, seu site estará pronto e você já poderá divulgá-lo para seus clientes, amigos e familiares, além de colocá-lo na sua assinatura de e-mail, cartão de visitas e outros materiais.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!