Menu
Justamente
Entrar Criar site

7 passos para desenvolver os melhores artigos no blog jurídico

Equipe Justamente 25/04/22

O marketing de conteúdo jurídico é essencial para as estratégias dos advogados que desejam ter destaque na internet. Nesse sentido, o blog jurídico deve ser um dos focos dos profissionais.

Na prática, o blog do site jurídico é o canal pelo qual os advogados publicam artigos sobre a área de atuação. Desse modo, os visitantes que acessam a página conseguem aprender conteúdos relacionados aos atendimentos feitos pelo escritório.

Mas como criar artigos que chamem a atenção do público? Na internet, os advogados lidam com uma extensa concorrência. Por isso, os especialistas precisam encontrar maneiras de escrever bons artigos e atrair o público até eles.

Confira algumas dicas para escrever os melhores textos e gerar tráfego para o seu blog jurídico!

Como escrever os melhores artigos no blog jurídico?

Para desenvolver artigos bem escritos, os advogados precisam entender as técnicas textuais, mas também ter noções sobre como destacar os conteúdos no blog jurídico.

Uma boa escrita proporciona diversos benefícios para o marketing de conteúdo, como o aumento da credibilidade. Por isso, os advogados precisam investir no desenvolvimento de textos claros e coesos.

Veja abaixo como desenvolver artigos otimizados em seu blog jurídico!

1. Utilize os conhecimentos da formação na advocacia

A criação dos artigos para o blog jurídico requer o uso dos conhecimentos do próprio advogado. A partir dos elementos adquiridos na formação, os profissionais devem construir os pontos do texto e enriquecer o artigo.

Os advogados que escolhem falar sobre as áreas de atuação têm facilidade para explorar diferentes parâmetros do assunto. Dessa forma, é possível explorar, com maior propriedade, pontos que precisam ser abordados com certa profundidade.

Geralmente, os advogados conseguem explicar os temas jurídicos com maior facilidade. Mas, antes de concluir o artigo, é fundamental especificar determinados termos utilizados na advocacia que possam apresentar dúvidas no público.

No ambiente virtual, o usuário que pesquisar sobre o assunto e localizar o artigo, precisará entender o tema por completo. Por este motivo, os advogados precisam ter cuidado com o uso de certas terminologias.

Portanto, sempre coloque os conhecimentos prévios nos textos para orientar o público. Entretanto, não esqueça de adaptá-lo para que o público consiga entendê-lo por completo.

2. Sempre consulte livros das áreas de atuação

Mesmo que o advogado tenha anos de experiência, a consulta de livros acadêmicos e manuais práticos sobre as áreas de atuação é indispensável. Este hábito aprimora os conteúdos produzidos para o blog jurídico, já que os advogados podem enriquecer os conhecimentos incluídos nos artigos.

Quando utilizar os livros ou informações de fontes oficiais, como a própria legislação vigente, os advogados devem citar os materiais de onde os dados foram retirados. Isso amplia a credibilidade dos conteúdos e do escritório.

A consulta de materiais especializados também deve ser feita para contemplar trechos dos assuntos que não sejam da área dos advogados. Nesses casos, eles também podem consultar colegas de profissão.

Durante a produção dos artigos, os advogados devem equilibrar a explicação do assunto e inserir pontos da legislação que validem o assunto de forma completa. Desse modo, os leitores verão a origem dos pontos abordados.

3. Invista nos cursos de redação criativa e copywriting

Os advogados que desejam investir na produção de conteúdo para o blog jurídico podem aprimorar a escrita dos artigos com cursos sobre a área de redação.

Com o crescimento do marketing de conteúdo, existem diversas opções de cursos, presenciais e online, que ensinam técnicas para desenvolver textos apropriados para blogs.

Além disso, alguns treinamentos também orientam os alunos sobre as normas da língua portuguesa, além de coerência e coesão textuais. Esses fatores afetam diretamente a qualidade do seu texto.

Hoje, os interessados costumam encontrar duas opções de curso: redação criativa e o copywriting. Enquanto o primeiro traz dicas sobre produzir conteúdos agradáveis e dinâmicos, o segundo é ideal para quem deseja aprender sobre a produção de textos persuasivos.

No marketing jurídico, os conteúdos de campanhas e artigos precisam informar e educar o leitor. Por isso, é necessário trabalhar com estratégias que capturem a atenção do público.

4. Não esqueça das técnicas de SEO

A criação de artigos em blogs é uma estratégia de inbound marketing. Ela é utilizada com o objetivo de destacar a página nos sites de pesquisa, como o Google.

Nesse sentido, os artigos precisam ser escritos com as técnicas de SEO (Search Engine Optimization). Ou seja, com padronizações que favoreçam a presença dos conteúdos em pesquisas.

Entre as principais técnicas de SEO estão o uso de palavras-chave, fragmentação do texto em títulos e subtítulos, configuração da meta descrição, entre outras configurações. Saiba mais nesta matéria!

Em resumo, as otimizações referentes ao SEO favorecem a presença do conteúdo nos buscadores. Durante pesquisas, os leitores podem localizar o artigo e interagir com o material, favorecendo o tráfego orgânico e a visibilidade do escritório.

Dica! Assim como o processo de redação, é possível localizar cursos referentes às técnicas de SEO. Caso tenha interesse, saiba que existem cursos gratuitos na internet. Aproveite!

5. Observe blogs jurídicos da concorrência

Em muitos casos, já existem textos sobre um determinado tema em outros sites jurídicos. Mas os advogados não devem deixar de publicar sobre o assunto, pois o artigo pode trazer outros aspectos do assunto.

Por isso, os advogados precisam observar os blogs jurídicos que possuem certa concorrência com o seu trabalho. A partir disso, entender como os profissionais abordam determinados temas e procurar novas maneiras de apresentá-los.

O SEMRush, por exemplo, é uma ferramenta importante para o marketing de conteúdo jurídico. A partir dela, é possível verificar quais palavras-chave possuem chances de ranqueamento no Google.

Na plataforma, os profissionais têm acesso aos termos que estão sendo utilizados pelos sites concorrentes e o volume de busca de ambos. Desse modo, é possível ter uma ideia relacionada aos temas a serem abordados.

Assim como o uso do SEMRush, as próprias pesquisas no Google contribuem para localizar conteúdos que sejam concorrentes. Então, não esqueça de manter este hábito no planejamento de conteúdos.

Observar os outros blogs jurídicos também é um caminho para entender quais pontos podem ser atualizados por meio da produção de novos artigos. Como a legislação pode sofrer alterações, a publicação no blog pode atualizar um tema já trabalhado.

6. Aproxime os textos da rotina do leitor

Um caminho para enriquecer os conteúdos do blog jurídico está na aproximação do texto com o leitor. Dessa forma, os advogados devem buscar mecanismos que atraiam o público-alvo até o conteúdo e mantenham-no na página.

A principal alternativa é considerar quais dúvidas o leitor está tendo e trazer alternativas que ajudem-no a resolver os problemas. Para isso, traga elementos no texto que aproxime-o do dia a dia do leitor.

Se o artigo do blog fala sobre um determinado imposto público, por exemplo, desenvolva uma narrativa sobre como o leitor costuma reagir com a chegada deste encargo.

A inclusão do público-alvo no desenvolvimento do artigo pode ser feita por meio de exemplificações e situações que ocorrem na rotina de quem possui dúvidas.

Além disso, espera-se que, durante a criação do artigo no blog, os advogados considerem a persona criada para as estratégias de marketing jurídico. Assim, haverá um tom de comunicação correto nos textos produzidos.

7. Revise o artigo antes de publicá-lo

Uma forma de aprimorar os conteúdos do blog jurídico é revisá-lo antes da publicação. Desse modo, é possível localizar erros, fazer alterações e ampliar a qualidade dos conteúdos.

Os textos bem escritos e desenvolvidos favorecem a credibilidade do blog e do próprio escritório. Por isso, é indispensável revisá-lo e corrigir possíveis erros ortográficos e gramaticais.

Além disso, saiba que a revisão deve considerar a estrutura do texto e a abordagem do tema. Nesse caso, observe também se o texto está completo e apresenta os pontos importantes sobre o assunto.

Por último, confira também a escaneabilidade do texto, ou seja, a organização dos conteúdos. Então, na produção de conteúdo jurídico, procure trabalhar com parágrafos objetivos e tópicos que proporcionem uma leitura agradável.

Crie um site com um blog jurídico!

Agora que você já conhece os passos essenciais para desenvolver os melhores artigos para o blog jurídico, é necessário pensar na criação de um site para armazenar os conteúdos.

É importante desenvolver uma página responsiva, para que os leitores consigam acompanhar os artigos por diferentes dispositivos. Além disso, o site otimizado também tem maior visibilidade nos motores de busca.

A Justamente é a plataforma ideal para desenvolver o site jurídico para o seu escritório. Em até 5 minutos, os advogados têm uma página responsiva para divulgar os serviços online.

Para começar, faça um cadastro com e-mail e senha. Em seguida, responda perguntas sobre o escritório, como serviços e áreas de atuação. Por último, escolha um tema, cores e fontes. Veja como fazer!

Nos sites criados com a Justamente, os advogados conseguem ter um blog para divulgar artigos. Mas, para publicar textos de forma ilimitada, é necessário contratar o JusPremium. Conheça o plano!

Em caso de dúvidas sobre a criação de sites com a Justamente, envie uma mensagem para o WhatsApp (11) 95647-8227, ou entre em contato pelo [email protected]

Veja também!