Menu
Justamente
Entrar Criar site

10 dicas para otimizar seu site na Justamente

Equipe Justamente 03/12/21

Otimizar o site do seu escritório criado com a Justamente é uma excelente forma de ter melhores resultados, além de tê-los em um tempo menor.

Ao criar a sua página jurídica, é importante que você faça as otimizações necessárias para que ela apareça no Google e demais motores de busca, e atraia cada vez mais clientes.

Além disso, as estratégias para otimização também são úteis para oferecer uma melhor experiência ao visitante do seu site, o que pode influenciar em uma futura contratação.

Na verdade, esses dois fatores acabam se complementando; quanto melhor a experiência do usuário, maior a probabilidade de o seu site ter uma boa posição nos buscadores. E quanto melhor a posição, mais visitantes ele receberá.

A seguir, confira 10 dicas para otimizar o seu site na Justamente e entenda a importância dessa etapa para o seu marketing jurídico.

Como otimizar meu site na Justamente?

Um termo que sempre acompanha a otimização de sites é o SEO, que, em português, significa Otimização para Motores de Busca.

Como o próprio nome diz, trata-se de um conjunto de técnicas que otimizam o seu site para que ele seja encontrado mais facilmente pelos motores de busca, e tenha uma boa posição.

Essas estratégias são úteis em toda a extensão do site. Sendo assim, elas devem ser utilizadas em toda e qualquer área presente na página, assim como em qualquer conteúdo.

SEO: 10 dicas para a otimização do seu site jurídico

1. Foque na palavra-chave

A primeira dica para otimizar o seu site na Justamente é escolher a palavra-chave correta e focar nela. Palavra-chave, também chamada de keyword, nada mais é do que o termo utilizado pelo seu usuário para procurar os seus serviços.

No caso de conteúdos jurídicos, ela pode ser o nome do seu escritório, um serviço prestado, uma área de atuação, entre outras coisas relacionadas.

Aqui, vale a pena saber que, dependendo do termo utilizado, a busca pode proporcionar mais ou menos acessos. O número de pessoas que buscam na internet por determinado serviço ou área do Direito é bem maior do que o número de buscas diretas pelo nome do seu escritório, por exemplo.

Sendo assim, há palavras-chave que trarão mais visitantes, assim como há aquelas que fazem parte de uma busca mais restrita, trazendo menos visitantes.

De qualquer forma, utilizar a keyword corretamente é uma das formas de otimizar o seu site e conteúdo para que haja a indexação – ou seja, a identificação do Google ou outro buscador – e o rankeamento (o posicionamento).

Para escolher uma palavra-chave, é possível pensar nas possíveis dúvidas do seu potencial cliente, e ainda utilizar ferramentas que te ajudam a saber a média de buscas por um termo específico.

Um exemplo é o Google Keyword Planner, que permite que você pesquise as keywords relacionadas à sua área de atuação, assim como as expressões associadas e que têm maior volume de busca.

Depois de selecionar a palavra-chave, estruture o seu conteúdo em torno dela, utilizando-a quando necessário e também as suas variações, principalmente no título, subtítulo e intertítulos.

É fundamental que você não se esqueça das variações, uma vez que o uso excessivo da palavra-chave pode deixar o texto carregado e artificial, o que te prejudica na otimização.

Além disso, as keywords devem estar presentes não apenas nos artigos do seu blog, como também em outras áreas do seu site.

Ao criar o seu site com a Justamente, suas páginas já terão as palavras-chave e variações. Na parte de áreas de atuação, por exemplo, os textos sugeridos já contêm os termos necessários.

Ainda assim, caso você prefira fazer alterações ou inclua outras áreas no seu site, lembre-se de colocar as keywords nesses conteúdos também.

2. Aposte em conteúdos relevantes

O marketing de conteúdo é uma das ferramentas mais poderosas quando falamos de tráfego orgânico (visitas no site que não dependem de anúncios pagos). Para o profissional jurídico, ela é ainda mais importante, considerando as normas da Ordem dos Advogados do Brasil.

Segundo o Código de Ética e o Provimento 205/2021 da OAB, a publicidade do advogado deve ter caráter meramente informativo, sem configurar captação de clientela ou a mercantilização da profissão.

A partir disso, a criação de conteúdos se torna grande aliada do advogado que quer desenvolver seu marketing jurídico. Mesmo não incentivando o leitor a se tornar cliente com expressões persuasivas, ele constrói sua autoridade com conteúdos educativos e esclarecedores, o que dá segurança para o usuário buscar a contratação.

Para ter um bom marketing de conteúdo e otimizar o seu site, é fundamental que você tenha artigos relevantes no seu blog. Um artigo pode ser considerado relevante quando é completo, original e com as informações necessárias e complementares para resolver a dúvida do leitor.

Sendo assim, não economize palavras. É normal que um material mais completo seja mais extenso, uma vez que trará todas as implicações sobre o assunto abordado.

Além disso, é de suma importância que a linguagem utilizada na sua matéria seja acessível ao seu público-alvo. Isso significa que você deve deixar de lado o juridiquês e escrever de forma clara, para que qualquer pessoa possa entender. Para isso, não use termos técnicos e jargões jurídicos – se precisar usá-los, não os deixe sem uma explicação.

Por fim, uma boa forma de conduzir a sua produção de conteúdo é analisar o que os seus colegas de profissão estão fazendo neste aspecto.

Se você é um advogado de família, por exemplo, procure o site de advogados da mesma área e veja quais são os conteúdos compartilhados, de que modo eles são estruturados, e se eles respondem a todas as dúvidas possíveis relacionadas.

Fazendo isso, fica mais fácil criar o seu próprio artigo. Mas não se esqueça: ele deve ser original e autêntico, sem cópias. O plágio só te prejudicará, não ajudando no posicionamento do seu site e podendo resultar em punições do Google.

3. Otimize as imagens do site

Não apenas o conteúdo do seu site deve ser otimizado para SEO, mas também as imagens que serão utilizadas.

É importante que as imagens que aparecerem no seu site sejam facilmente identificadas pelo Google, o que faz com que elas também sejam indexadas e apresentadas a partir de determinada busca. Mas como fazer isso?

Comece definindo o nome da imagem, antes mesmo de subi-la para o site. No seu computador, renomeie a figura adequadamente – pode ser com o título da sua matéria ou algo relacionado à própria imagem.

Feito isso, faça o upload da imagem no seu site. Depois, não deixe de informar o texto alternativo, pois ele é fundamental para o Google entender o tema da imagem, e também oferece uma experiência melhor aos deficientes visuais, já que o leitor de tela fará a leitura desse texto.

Na plataforma da Justamente, especificamente na parte de blog, é possível definir o texto alternativo de uma imagem na mesma tela em que se faz o upload. Abra o editor de uma matéria, clique para editar o corpo da matéria e, na barra de ferramentas, selecione a última opção, “Insert/edit image”.

Com a nova janela aberta, clique na aba “Upload” para subir a imagem desejada, já renomeada, e depois preencha o campo “Alternative description”, na aba “General”. Ao finalizar, clique em “Save”.

texto-alternativo-imagem-post-justamente
Passe o mouse sobre a imagem para ampliá-la.

Lembre-se de clicar em “Publicar” para suas atualizações irem para o ar.

Para mais informações sobre como fazer um blog post no seu site jurídico, acesse esta matéria.

Além disso, para ter um site otimizado, as imagens nele presentes não podem fazer com que o seu carregamento seja lento. A velocidade do site é um fator muito importante e, muitas vezes, decisivo.

Quanto mais tempo o usuário levar para entrar no seu site, maior a chance dele desistir e voltar à página de resultados do Google. Neste caso, se a taxa de rejeição for alta, o seu posicionamento nos buscadores não será favorável.

Para otimizar essa parte, verifique o tamanho e formato das imagens utilizadas. Elas não devem ser muito pesadas e, se já estiverem no formato correto quando forem para o site, tendem a trazer resultados melhores.

Para reduzir o número de kilobytes de uma imagem e deixá-la mais leve, é possível utilizar sites e aplicativos que comprimem arquivos e mantêm a qualidade.

Já para alterar o formato, use a ferramenta gratuita da Adobe ou o próprio Paint e deixe a imagem nas dimensões em que será utilizada.

4. Tenha URLs amigáveis

A URL é o endereço do seu site. Para que ela seja amigável, ela deve ser fácil de ser entendida e memorizada. URLs que contêm números e outros símbolos costumam ser mais complicadas, o que pode atrapalhar no posicionamento do seu site.

Sendo assim, otimize sua página online fazendo com que suas URLs sejam amigáveis. Na prática, ela deve conter a palavra-chave, não ser tão longa e ser de fácil entendimento, facilitando, ainda, para que o leitor saiba sobre o que é a página.

5. Defina o Title Tag e a Meta Descrição

O Title Tag e a meta descrição são elementos do seu site que aparecerão na página de resultados do Google. São eles os responsáveis por indicar ao leitor o assunto da sua página, podendo persuadi-lo ou não a clicar no link e visitar o site.

title-tag-meta-descricao-justamente
Passe o mouse sobre a imagem para ampliá-la.

O Title Tag é o título da sua matéria que aparece no Google. Ele não deve ser muito extenso, já que deve atrair os leitores, e precisa ter a palavra-chave. Assim, tanto os usuários saberão o tema do artigo, quanto os robôs do Google.

A meta descrição, por sua vez, dá ao leitor um pequeno resumo do que ele verá no conteúdo. Assim como o Title Tag, ela tem poder de influência, devendo ter a keyword e ser atrativa.

Na plataforma da Justamente, faça isso na opção “Configurações de Pesquisa”, na página do seu artigo. Vá até a parte de blog, encontre o artigo na barra lateral esquerda e clique nos três pontos para encontrar a opção.

Na janela aberta, basta alterar como quiser o título, descrição e URL da página.

titulo-descricao-artigo-blog
Passe o mouse sobre a imagem para ampliá-la.

Ao produzir os conteúdos para o seu blog jurídico, é normal que, em um dos artigos, você mencione um assunto que já foi abordado em outro artigo. Neste tipo de situação, você pode colocar o link desta outra matéria, levando o seu visitante para mais páginas do seu site.

Fazendo isso, além de apresentar melhor a sua página online para o usuário, você também ajuda o Google a entender melhor o seu site e encontrar os demais conteúdos.

Os links externos são da mesma importância, uma vez que eles dão credibilidade ao seu artigo, principalmente se forem de fontes oficiais.

Esta dica também envolve a utilização de links. Porém, neste caso, o seu site deve ser recomendado por terceiros.

Link building significa ter vários links que levam para a página online do seu escritório, o que colabora para a construção da sua autoridade. Tais links também são chamados de “backlinks”.

Quanto maior for a sua rede de links, mais autoridade o Google verá no seu site, dando-lhe a relevância necessária em suas páginas de resultados. Porém, isso não é algo que depende diretamente do administrador do site.

Sendo assim, é preciso ter uma estratégia eficaz para conseguir tais links. Uma das formas possíveis é fazendo posts como convidado em blogs de colegas de profissão. Isso pode ser uma boa estratégia tanto para você quanto para o outro profissional.

Além disso, você também pode conseguir indicações se empenhando na produção de um conteúdo rico e completo, com dados oficiais e até mesmo de estudos feitos por você mesmo sobre determinado assunto. Assim, outros blogs podem indicar o seu material.

Outra dica, ainda, é ter o seu site indicado por outras páginas. Mesmo que você não tenha um post de sua autoria no blog de outro profissional, é possível ter a sua indicação.

Se você for um advogado previdenciário, por exemplo, pode ter a recomendação de um colega advogado trabalhista, e vice-versa. A simples menção já é boa, e com o link, ela traz resultados ainda melhores.

Por fim, é importante dizer que o link building não deve ser manipulado. Vale a pena traçar uma estratégia para criar a rede de links, uma vez que o Google tem como saber quando uma recomendação é verdadeira ou falsa. Portanto, não tente manipular essa parte.

8. Verifique a responsividade do seu site

A responsividade não só te ajuda a otimizar o seu site na Justamente para que ele seja indexado e bem rankeado, mas também garante uma experiência melhor ao seu visitante.

Ter um site responsivo é ter uma página online que se adapta aos diferentes tipos de tela, como as de computadores e as de smartphones. Você pode receber acessos de ambos os dispositivos, e, por isso, é importante que seu conteúdo seja bem-visto em todos eles.

A boa notícia para você é que os sites oferecidos pela Justamente já são responsivos. Na parte de edição, você pode visualizar como o conteúdo fica tanto em telas de computadores, como nas telas de smartphones. Essas opções estão disponíveis na barra superior de ferramentas.

passo-11-justamente - Copia (4)
Passe o mouse sobre a imagem para ampliá-la.

Sendo assim, quando estiver editando o seu site com novas informações, não deixe de verificar como os dados ficarão distribuídos nas diferentes telas.

9. Esteja presente nas redes sociais

Seguir esta dica não otimiza diretamente o seu site, porém, pode trazer bons resultados para ele. Estar presente nas redes sociais mais utilizadas pelo seu público aumenta a sua visibilidade, o que também acaba contribuindo para a construção da sua autoridade.

Assim como na produção de conteúdo jurídico informativo para o blog do seu site, é importante que você seja frequente nas publicações nas redes sociais, e ofereça um material relevante e de interesse para os seus seguidores.

Além disso, você também pode levar as pessoas que seguem o seu perfil para o seu site. Ao abordar determinado assunto, por exemplo, é possível explicá-lo de forma resumida, com os principais pontos, e indicar um artigo mais completo e aprofundado presente no seu blog.

Dessa forma, você conquista mais acessos na sua página online, aumentando o seu tráfego e aumentando as chances de ter um bom rankeamento.

10. Faça uma auditoria no seu site

Finalmente, uma boa dica para entender o desempenho do seu site e verificar os pontos que precisam ser melhorados é fazer uma auditoria no site do seu escritório.

Diversas ferramentas podem te ajudar nesta tarefa. Duas opções que podemos citar aqui são o Google Analytics e o Google Search Console. Além de serem gratuitas, elas permitem que você acompanhe os resultados da sua página.

Com a primeira, você consegue saber quais são as páginas mais acessadas do seu site, ver os números de tráfego orgânico, entender qual o comportamento do usuário diante dos seus conteúdos, entre outras funcionalidades.

Já com o Search Console, é possível acompanhar de perto os dados que interferem diretamente na otimização do seu site. A plataforma te indica possíveis problemas de indexação, interferências ou penalizações do Google, qual a sua posição média nas páginas de resultados, quais sites recomendam o seu, e ainda várias outras coisas.

Apesar desta última ser uma ferramenta muito completa e técnica, ela é muito intuitiva. Portanto, não precisa ser um profissional da área para analisar as indicações.

Por que otimizar meu site na Justamente é importante?

Ao criar um site para o seu escritório com a Justamente, o seu objetivo não é ter uma página online somente para dizer que tem, mas sim ter bons resultados e, com eles, atrair mais visitantes para expandir sua cartela de clientes.

Sendo assim, de nada adianta ter um site profissional e não ter acessos. A otimização de sites é fundamental para que o Google e demais buscadores encontrem a sua página e reconheçam a sua relevância, colocando-a entre os primeiros resultados de buscas.

Com tamanha concorrência, otimizar o seu site torna-se uma tarefa imprescindível para que o seu marketing jurídico seja eficaz e reflita no seu escritório.

Principalmente com as limitações impostas pela OAB referente à publicidade jurídica, é ainda mais importante que o advogado dê atenção ao seu site e conteúdos presentes, respeitando todas as normas, mas ativo no marketing que é permitido.

Se é pela autoridade transmitida pelo advogado que ele consegue novas contratações, nada melhor do que se empenhar em construir essa autoridade no meio digital e fazê-la conhecida.

Ainda tem dúvidas sobre como podemos te ajudar na criação do seu site jurídico? Entre em contato conosco pelo WhatsApp, (11) 95647-8227, ou escreva para [email protected]

Veja também!